0

Grupo Volkswagen inaugura rede de recarga ultrarrápida

Audi, Porsche, VW e a empresa EDP começam a fornecer carregadores ultrarrápidos públicos para carros elétricos; outras marcas podem usar

21 out 2020
14h52
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Modelos eletrificados da Volkswagen, Porsche e Audi na estação de recarga ultrarrápida de Caraguatatuba (SP): capacidade para atender três veículos ao mesmo tempo.
Modelos eletrificados da Volkswagen, Porsche e Audi na estação de recarga ultrarrápida de Caraguatatuba (SP): capacidade para atender três veículos ao mesmo tempo.
Foto: VW / Divulgação

Projeto prevê 30 locais de carregamento cobrindo o estado de São Paulo e conectando os principais corredores elétricos do País; ABB, Electric Mobility Brasil e Siemens serão as fornecedoras das soluções de carregamento

Uma parceria entre três marcas do Grupo Volkswagen (Audi, Porsche e Volkswagen) e a EDP, empresa que atua em todos os segmentos do setor elétrico, iniciou o processo de expansão da rede de carregamento de carros elétricos no Brasil. O primeiro carregador ultrarrápido público foi inaugurado Caraguatatuba (SP) e também pode ser usado por veículos de outras marcas.

O projeto ajudará a formar a maior rede de carregadores ultrarrápidos da América do Sul, com a instalação de 30 novas estações de recarga ultrarrápida ao longo de três anos, cobrindo todo o Estado de São Paulo. Os carregadores utilizados no primeiro posto de recarga são o HV160 de recarga ultrarrápida (150 kW) em corrente contínua (DC) e um PC22 de recarga semirrápida (22 kW) em corrente alternada (AC), da Electric Mobility, com capacidade para abastecer três veículos elétricos simultaneamente nos dois carregadores.

O tempo médio de recarga é de aproximadamente 15 minutos para 100 km de autonomia no carregador ultrarrápido. O primeiro local concluído fica no Shopping Serramar, em Caraguatatuba, litoral norte de São Paulo. O cronograma prevê o início da implantação de mais 10 novos postos ainda em 2020, que estarão nas rodovias Régis Bittencourt, Fernão Dias, Bandeirantes e Anhanguera.

O Plug&Go conta com um investimento de R$ 32,9 milhões e vai conectar com os eletropostos de outras iniciativas, formando um corredor com mais de 2.500 km de extensão que interliga São Paulo, Rio de Janeiro, Vitória, Curitiba e Florianópolis. Este é o primeiro e maior projeto da América do Sul de instalação de carregadores ultrarrápidos (com capacidade de 150 kW e de 350 kW).

Os novos eletropostos colocarão a EDP na liderança em postos de carregamento ultrarrápido no Brasil. Serão 29 carregadores de 150 kW (DC) e um carregador de 350 kW (DC), além de mais 30 equipamentos de 22 kW (AC). Assim, cada posto de recarga terá uma estação ultrarrápida e uma semirrápida. Os tipos de plugs dos eletropostos atendem à maioria dos modelos de veículos com recarga plug-in disponíveis no mercado brasileiro.

"Há cada vez mais interessados em adquirir veículos elétricos no Brasil e a ampliação da infraestrutura de recarga no País é uma motivação adicional para que eles concretizem essa decisão”, disse Johannes Roscheck, presidente da Audi do Brasil. 

Para recarregar os veículos elétricos na rede de eletropostos, os usuários precisam primeiro efetuar um cadastro no site da EDP Smart, e em seguida solicitar um cartão de mobilidade elétrica (EDP EV.Card), disponível para proprietários de veículos elétricos. Após a solicitação, o cliente recebe o cartão de forma gratuita no endereço indicado em até 20 dias corridos.

Com o EV.Card, o usuário consegue realizar o desbloqueio junto aos leitores das estações de recarga e assim liberar os conectores para abastecer seu veículo híbrido plug-in ou elétrico. Em breve, será disponibilizado um aplicativo para que os clientes cadastrados possam também desbloquear, monitorar e utilizar os eletropostos de forma digital, sem a necessidade do cartão.

O relatório mais recente da Bloomberg New Energy Finance (BNEF) indica que, até 2040, cerca de 56 milhões de carros elétricos circularão pelas ruas e estradas do planeta. O levantamento indica ainda que, em 20 anos, mais da metade dos veículos vendidos no mundo serão elétricos. O Brasil deverá seguir a tendência global de crescimento. De acordo com pesquisa feita pela Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE), o mercado nacional de automóveis elétricos e híbridos deve crescer de 300% a 500% nos próximos cinco anos.

Guia do Carro
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade