PUBLICIDADE

Confira 5 cuidados essenciais para conservar um Fusca

No Dia Nacional do Fusca, especialista da Motul lista 5 cuidados essenciais para preservar a mecânica e a estética de um veículo clássico

19 jan 2022 06h00
| atualizado em 28/1/2022 às 11h59
ver comentários
Publicidade
Volkswagen Sedã, o Fusca
Volkswagen Sedã, o Fusca
Foto: Divulgação

O Dia Nacional do Fusca é comemorado em 20 de janeiro, data que marca o início da fabricação do modelo no Brasil. Entre 1959 e 1996, foram produzidas mais de 3,3 milhões de unidades do Volkswagen Fusca no país. Para celebrar a data e auxiliar o motorista a conservar esse e outros veículos clássicos, a Motul – multinacional francesa especializada em lubrificantes e fluidos de alta tecnologia – preparou uma lista com cinco cuidados essenciais.

1. Faça revisões periódicas
De acordo com Rafael Recio, gerente de Produto e Suporte Técnico da Motul Brasil, é importante realizar revisões periódicas para a verificação de todas as peças do veículo e estar sempre atento aos ruídos, que podem ser indicativos de problemas, sobretudo, em sistemas como motor e arrefecimento. Componentes como o carburador, o sistema de freios e os pneus também demandam bastante atenção, pois sofrem com degradação acelerada quando ficam parados por muito tempo.

"O veículo clássico tende a rodar menos que o veículo de uso diário, por isso as revisões devem ser feitas de acordo com essa condição, normalmente sendo regrada por tempo e não quilometragem", explica. Mesmo estando parado, os fluidos devem ser trocados, obedecendo rigorosamente um plano de manutenção, independentemente do carro ter ou não atingido uma quilometragem limite desse plano.

Volkswagen Sedã, o Fusca
Volkswagen Sedã, o Fusca
Foto: Divulgação

2. Coloque o Fusca para rodar regularmente
O engenheiro ressalta que nenhum carro é fabricado para ficar parado. Portanto, mesmo um automóvel de coleção deve ser colocado, regularmente e sempre que possível, nas ruas para manter o funcionamento, com as peças lubrificadas. “Em muitos casos é conveniente deixar o motor funcionando por um tempo para garantir que a viscosidade dos fluidos seja ideal para que eles cumpram sua função. É uma forma de evitar danos e aproveitar o momento para ficar atento a qualquer anormalidade de funcionamento antes de sair rodando”, orienta.

3. Redobre a atenção se o Fusca ficar parado
Se ficar por longo tempo em repouso ou hibernação, o carro precisará de manutenção diferenciada e produtos adequados. Para o motor, por exemplo, o filme lubrificante deve ter capacidade superior de adesão para que perdure por mais tempo, mesmo que o motor fique em repouso, sem circulação de óleo. "Esse cuidado garante a proteção contra a corrosão e uma partida eficaz, após o período de inatividade", aponta.

4. Tenha cuidado na hora da lavagem
Para proteger a carroceria, a recomendação é tomar cuidado com a pressão dos jatos de água e com a escolha dos produtos utilizados. O uso de lavadoras de alta pressão pode deslocar vedações e acabamentos, além de causar infiltrações. Detergentes neutros auxiliam na conservação da lataria e pintura. Após lavar e secar o carro, também é recomendado andar por alguns quilômetros para garantir que o excesso de água seja expelido.

Motul dá dicas de preservação
Motul dá dicas de preservação
Foto: Motul / Divulgação

5. Guarde o Fusca em local adequado
O especialista da Motul orienta que o carro seja mantido em local protegido de sol e chuva, uma vez que os fenômenos temporais podem prejudicar a pintura. No entanto, é necessário ter cuidado com o uso de algumas capas automotivas. Com o tempo elas podem causar danos na pintura pelo atrito, bem como aumentar a chance de acúmulo de umidade excessiva. Além disso, a garagem também precisa receber ventilação controlada, visto que a presença da umidade pode deteriorar peças sensíveis de acabamento interno, como couro, veludo, carpetes e a própria carroceria.

Guia do Carro
Publicidade
Publicidade