PUBLICIDADE

Compass chega a 300 mil vendas. Mas ainda é o melhor SUV?

Lançado em 2016, Jeep Compass teve recorde de vendas em 2021, mas agora convive com outros modelos fortes no segmento SUV

18 jan 2022 11h48
| atualizado em 28/1/2022 às 11h59
ver comentários
Publicidade
Jeep Compass
Jeep Compass
Foto: Stellantis / Divulgação

Logo no começo do ano a Stellantis soltou um comunicado revelando que o Jeep Compass chegou à marca de 300 mil unidades vendidas. Um mérito e tanto para o carro que desbravou o segmento de SUV médio a partir de 2016. Mas, a despeito do recorde de vendas obtido em 2021, a pergunta que mais interessa aos compradores desse tipo de carro é: o Compass ainda é o melhor SUV?

Resposta: sim e não. Mas antes vamos aos números mais importantes do Jeep Compass divulgados pela Stellantis.

Com 70.918 emplacamentos, o Jeep Compass bateu o seu próprio recorde de vendas em um único ano e garantiu 48,5% da fatia do mercado na categoria C-SUV. Em 2017, com apenas um ano de lançamento, ele foi líder geral do segmento SUV no Brasil com 49.194 vendas. No ano seguinte, 2018, novamente o Compass garantiu a liderança na categoria com 60.285 unidades comercializadas. Em 2019 foram 60.368 veículos vendidos e em 2020 o Jeep Compass fechou o ano com 52.973.

Jeep Compass
Jeep Compass
Foto: Stellantis / Divulgação

Produzido na fábrica da Stellantis em Goiana (PE), o Jeep Compass é exportado também para 16 países da América Latina: Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Nicaragua, Panamá, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela. E não é só isso: considerando todas fábricas, ele é comercializado em mais de 100 mercados em todo o mundo.

Agora, por que o Jeep Compass é e ao mesmo tempo não é o melhor SUV de sua categoria? Devido aos novos concorrentes, especialmente aqueles que chegaram com uma proposta um pouco diferente da Jeep, casos do Volkswagen Taos e do Toyota Corolla Cross. Para quem busca um SUV familiar mais “estradeiro”, com um comportamento dinâmico mais próximo de uma perua station wagon do que de um utilitário esportivo, o Taos e o Corolla Cross são mais indicados.

O VW Taos e o Toyota Corolla Cross são mais baixos do que o Jeep Compass. Além disso, graças à motorização híbrida, o Corolla Cross consegue marcas de consumo imbatíveis na categoria. Para combater a dupla Taos e Corolla Cross, a Jeep dotou o Compass de um novo motor 1.3 turbo flex de 185 cv.

O resultado foi ótimo e as vendas falam por si. Porém, o câmbio automático de 6 marchas mostrou-se inferior ao que o AT6 similar do Taos faz com seu motor 1.4 TSI de 150 cv. O resultado é que, dependendo da forma como o motorista dirige, o Compass 1.3 turbo flex dá uns ligeiros trancos na hora da passagem das marcas. O VW Taos também sobra na questão do porta-malas.

Jeep Compass
Jeep Compass
Foto: Stellantis / Divulgação

Mas, quando se fala em um carro que encara os piores caminhos das estradas brasileiras, o Jeep Compass continua, sim, sendo o melhor SUV de sua categoria. Nesse caso, ele não apenas tem maior altura do solo, como também com tração 4x4 nas versões a diesel. E tudo isso com um sistema multimídia e um interior excepcional. O Compass poderia ser abalado pelo Bronco Sport nesse ambiente, mas o SUV da Ford chegou muito caro - seus méritos, como as soluções inteligentes na usabilidade e o motor mais potente, acabam se diluindo no preço.

Só vale a pena se dar ao trabalho de comparar para quem for comprar o Jeep 4x4 a diesel topo de linha (Trailhawk). Porém, o Bronco Sport consome muita gasolina. Pelo quinto ano seguido, o Jeep Compass, único com motor turbo diesel em seu segmento, lembra a nota da Stellantis.

“O Compass é um modelo inovador e que está sempre evoluindo para agradar cada vez mais. Em 2021, o novo Jeep Compass ficou ainda melhor porque trouxe mais design, sofisticação, tecnologia e muito mais performance. Assim, o resultado não poderia ser outro: mais sucesso”, comenta Alexandre Aquino, diretor do Brand Jeep para a América Latina.

Guia do Carro
Publicidade
Publicidade