2 eventos ao vivo

Xiaomi esclarece nota baixa no AnTuTu do chipset do Mi CC9e

O diretor de produtos da empresa diz que foram feitas melhorias e otimizações que garantem que o Sna...

8 jul 2019
12h32
  • separator
  • 0
  • comentários

No começo de junho a Xiaomi anunciou a nova série de telefones Mi CC. O recém-lançado Mi CC9e, primeiro aparelho a ser equipado com o chipset Qualcomm Snapdragon 665, recebeu, porém, uma nota baixa nos testes de benchmark do AnTuTu.

Foto: TecMundo

O processador seria o culpado: o SD665 recebeu nota menor do que seu modelo anterior SD660. Para o bench, os dois chipsets teriam especificações muito próximas no que diz respeito ao CPU, inclusive considerando o Adreno 610 mais lento que o Adreno 512.

Em resposta, o diretor de produto da Xiaomi, Wang Teng, disse que a pontuação já foi aumentada por conta de uma atualização. Teng afirmou que o desempenho do chipset foi melhorado e otimizado e é superior ao SD660.

Snapdragon 665

O processador do Mi CC9e tem 11nm composto de oito núcleos Kryo 260 com frequência de 2.0GHz. O GPU traz a inteligência artificial por meio do Adreno 610 AIE, possibilitando melhores fotos em ambientes de pouca luz, por exemplo.

Além disso, o mecanismo de AI do chipset possibilita melhor segurança do 3D Face Unlock, Bluetooth 5.0, câmeras duplas de até 16 MP e uma de 48 MP, USB 3.1, melhor sistema de gravação e exibição de vídeo e Quick Charge 3.0.

TecMundo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade