PUBLICIDADE

Windowsfx 11 é uma distribuição Linux com a cara do Windows 11 (e não pede TPM)

Mantido por desenvolvedor brasileiro, projeto Windowsfx 11 está em fase preview, mas já é bastante funcional

21 set 2021 20h23
ver comentários
Publicidade

Distribuições inspiradas no Windows não são novidade. O que causa alguma surpresa é o fato de o Windows 11 ainda não ter sido lançado oficialmente, mas já contar com um "clone" baseado em Linux. Estamos falando do Windowsfx 11, um projeto criado por um desenvolvedor brasileiro.

Distribuição Linux Windowsfx 11
Distribuição Linux Windowsfx 11
Foto: divulgação / Tecnoblog

O Windowsfx 11 ainda está fase preview. Apesar disso, a distribuição pode ser baixada e usada por qualquer interessado. Efeitos de transição e transparência já estão disponíveis, por exemplo, assim como a interface inegavelmente baseada no Windows 11, com direito a uma barra de tarefas que centraliza seus ícones.

Esse é um projeto liderado pelo desenvolvedor brasileiro Rafael Rachid. A primeira versão da distribuição foi liberada em 2007, época em que o projeto era conhecido apenas como Linuxfx.

Um vídeo de demonstração mostra o Windowsfx 11 funcionando com vários softwares. Alguns deles são versões para Linux de ferramentas da Microsoft, como o Edge e o Microsoft Teams, detalhes que reforçam a semelhança com o Windows 11.

O usuário também encontra ali uma área de widgets, desktops virtuais, um "Menu Iniciar" que dá acesso a todos os aplicativos, ferramenta de configurações, ajustes de múltiplas janelas e assim por diante. Só a assistente Cortana não aparece. No lugar dela, a distribuição pode rodar o Google Assistente.

Existe ainda um modo de compatibilidade que permite a execução de aplicativos .exe e .msi (feitos originalmente para o Windows). Isso é mérito da inclusão do Wine 6.0 na distribuição.

Apesar de ser possível identificar uma diferença ou outra, a similaridade do Windowsfx 11 com o Windows 11 impressiona. Na primeira olhada, você pode até ter impressão de estar diante do sistema operacional da Microsoft.

Mas não se engane. Essa é mesmo uma distribuição Linux. O projeto conta com o kernel Linux 5.11, traz o KDE 5.22.5 e tem como base o Ubuntu 20.04 LTS. A cara de Windows 11 é garantida pelo tema Linuxfx WxDesktop Windows 11.

Windowsfx 11 rodando o Microsoft Teams
Windowsfx 11 rodando o Microsoft Teams
Foto: divulgação / Tecnoblog

Windowsfx 11: download e requisitos

O Windowsfx 11 só não se assemelha ao Windows 11 nas exigências de hardware. Os requisitos mínimos da distribuição são: processador dual-core, 2 GB de RAM e HD com, no mínimo, 20 GB de espaço livre para dados.

Já os requisitos mínimos recomendados incluem um processador com quatro núcleos, 4 GB de RAM e SSD de pelo menos 64 GB.

Não, o módulo de segurança TPM não é exigido, até porque a compatibilidade com PCs antigos é uma das premissas do projeto.

Os links para download podem ser encontrados no site oficial do Windowsfx. Note, porém, que há duas versões disponíveis.

A primeira é a Free Edition, que oferece recursos básicos e é gratuita, como o nome diz. A segunda é a Professional Edition, que tem custo de US$ 20 por computador e dá acesso a recursos como assistente de voz, Microsoft Active Directory e suporte do desenvolvedor. A versão paga foi criada para ajudar a financeira o projeto.

Windowsfx 11 é uma distribuição Linux com a cara do Windows 11 (e não pede TPM)

Tecnoblog
Publicidade
Publicidade