4 eventos ao vivo

WhatsApp é usado para pré-cadastro de vacinação contra COVID-19 em SP

O Governo do Estado de São Paulo utiliza um chatbot no WhatsApp que entende até mesmo palavras com alguns erros de português

7 abr 2021
18h08
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Governo do Estado de São Paulo criou um canal oficial dentro do WhatsApp, com atendimento automático para pré-cadastro de pessoas dos grupos selecionados para vacinação contra COVID-19. O serviço vai além e entrega informações oficiais sobre a doença, além de explicar notícias falsas verificadas por um sistema de checagem do próprio poder público estadual.

WhatsApp
WhatsApp
Foto: André Fogaça/Tecnoblog / Tecnoblog

O atendimento é feito inteiramente a partir de uma conversa dentro do mensageiro de Mark Zuckerberg, funcionando com ajuda de um chatbot tradicional e que existe em diversas plataformas semelhantes ao WhatsApp. Dentro deste canal de comunicação, o governo permite a escolha de oito itens, sendo todos voltados para o mesmo assunto de COVID-19.

A lista inclui conferir o calendário de vacinação no Estado de São Paulo, efetuar o pré-cadastro para o público alvo, listar pontos importantes para autoavaliação de COVID-19, receber informações sobre o Plano São Paulo (regras e recomendações sobre isolamento e abertura de comércio, por exemplo), ver dados de todos os auxílios oferecidos, tirar dúvidas acerca da doença e acompanhar as últimas notícias sobre o estado de São Paulo. Outro item importante é a checagem de fake news, feita pelo próprio poder público.

Para o pré-cadastro, o chatbot pede informações pessoais e elas são: o nome completo, data de nascimento, número do CEP e da residência, complemento e número de telefone, junto de um e-mail para contato com o cidadão. Por fim, o CPF é solicitado para finalizar o formulário.

Pré-cadastro da vacina contra COVID-19 feito pelo WhatsApp
Pré-cadastro da vacina contra COVID-19 feito pelo WhatsApp
Foto: divulgação/Governo do Estado de São Paulo / Tecnoblog

Este passo não significa o agendamento para a vacinação, mas agiliza o processo no posto escolhido pela pessoa. O governo afirma que com todos estes dados já preenchidos dentro do canal oficial no WhatsApp, o tempo para aplicar o imunizante cai em até 90% - é a diferença entre um funcionário escrever tudo na hora, contra ele apenas confirmar os dados previamente fornecidos.

"O uso do WhatsApp como canal de comunicação para o pré-cadastro da vacinação reforça o compromisso da empresa em conectar, de forma simples e rápida, seus usuários com fontes confiáveis e acessíveis de informação no combate à pandemia. A interface amigável e já conhecida do aplicativo trará mais fluidez para a aplicação das vacinas. Seguimos trabalhando para oferecer mais serviços e utilidade ao cidadão pelo canal do Estado de São Paulo no WhatsApp", comenta Dario Durigan, Head de Políticas Públicas do WhatsApp no Brasil.

Chatbot do WhatsApp entende mensagens com erros

O chatbot consegue entender perfeitamente as respostas, mesmo com algum erro de português. Em testes, eu escrevi "calendário de vacinção" sem o "a" mesmo e o sistema entregou o resultado esperado. Mesmo com este tipo de checagem do sentido para a palavra ou frase, a própria conversa começa pedindo que o cidadão apenas utilize cada letra, correspondendo às alternativas exibidas.

A parceria entre o WhatsApp e o Governo do Estado de São Paulo faz parte de um programa de combate ao coronavírus do próprio mensageiro, iniciado logo após a Organização Mundial da Saúde declarar pandemia, em março do ano passado. Junto do exemplo paulista, a empresa afirma já ter criado mais de 100 outros chatbots para funcionar junto de organizações de saúde e autoridades oficiais em mais de 45 países.

O número oficial utilizado pelo Governo do Estado de São Paulo dentro do WhatsApp é +55 (11) 95220-2923. Você pode clicar aqui para iniciar a conversa.

WhatsApp é usado para pré-cadastro de vacinação contra COVID-19 em SP

Veja também:

Huawei e Xiaomi desafiam Tesla no mercado automotivo
Tecnoblog
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade