PUBLICIDADE

Warren Buffett deixa conselho da Fundação Bill e Melinda Gates após divórcio de criadores

Buffett era o único conselheiro além de Bill e Melinda na Fundação e afirmou que sua participação não depende mais de sua presença na organização

23 jun 2021 18h02
ver comentários
Publicidade

O empresário Warren Buffett anunciou nesta quarta-feira, 23, que está de saída do conselho administrativo da Fundação Bill e Melinda Gates, organização filantrópica que já destinou mais de US$ 50 bilhões em projetos humanitários. O bilionário não divulgou os motivos da saída da diretoria, em um momento onde a organização passa por uma revisão de seus conselheiros — Buffett, Bill e Melinda — após o divórcio dos Gates.

Segundo o comunicado de Buffett, o empresário de 90 anos fez uma doação de US$ 4 bilhões e pediu para deixar a diretoria, se concentrando apenas em sua empresa Berkshire Hathaway. "Minhas metas estão 100% em sincronia com as da fundação e minha participação física não é de forma alguma necessária para alcançá-las", escreveu Buffett no comunicado.

O investidor ainda afirmou que confia no atual presidente da Fundação, Mark Suzman, e que ainda apoia o seu trabalho à frente da organização. A única justificativa apresentada por Buffett foi que ele tem saído de todas as diretorias as quais faz parte, com exceção da Berkshire Hathaway.

"Eu sei que a saída de Warren levanta questões sobre a governança da fundação. Como mencionei anteriormente, tenho discutido ativamente com ele, Bill e Melinda abordagens para fortalecer nossa governança para fornecer estabilidade e sustentabilidade de longo prazo para a governança e tomada de decisões da fundação à luz do recente anúncio do divórcio de Bill e Melinda. Pretendo compartilhar informações adicionais em julho", afirmou Suzman em uma carta aos funcionários da Fundação.

A Fundação Bill e Melinda Gates tem vivido meses de incerteza sobre o futuro após o anúncio do divórcio de seus fundadores. Em um primeiro momento, o ex-casal afirmou que o trabalho não iria mudar com a separação, mas, algumas semanas depois, Suzman afirmou que algumas opções para compor a diretoria estão sendo avaliadas. Até esta semana, o conselho era composto apenas por Bill, Melinda e Buffett e, com a saída do dono da Berkshire, a administração pode ganhar novas caras em breve.

Nesta terça-feira, 22, a agência de notícias Bloomberg afirmou que o fundo de investimento do ex-casal, o Bill e Melinda Gates Investment, estava mudando de nome após o divórcio. A empresa atende agora apenas por Cascade Asset Management e dá pistas sobre a tumultuada separação do casal e do que pode ser o futuro da Fundação.

Estadão
Publicidade
Publicidade