PUBLICIDADE

Unidade de computação em nuvem da Amazon lança novos chips para competir com Intel e Nvidia

30 nov 2021 17h03
ver comentários
Publicidade

A empresa de computação em nuvem da Amazon.com anunciou nesta terça-feira dois processadores projetados para superar a performance de custo apresentada por chips de Intel e Nvidia.

Logo da Amazon em depósito em Mumbai, Índia
 1/10/2021  REUTERS/Francis Mascarenhas
Logo da Amazon em depósito em Mumbai, Índia 1/10/2021 REUTERS/Francis Mascarenhas
Foto: Reuters

Com faturamento de 45,37 bilhões de dólares em 2020, a Amazon Web Services (AWS) é a maior fornecedora de serviços de computação em nuvem do mundo e uma das maiores compradoras de chips para centrais de dados, cujo poder de processamento a AWS aluga para seus clientes. Desde que comprou uma startup chamada Annapurna Labs em 2015, a AWS tem trabalhado para desenvolver seus próprios processadores.

Nesta terça-feira, a companhia apresentou a terceira geração do chip "Graviton", projetado para competir com processadores da Intel e da AMD. O "Graviton3" é 25% mais rápido que seu predecessor e o vice-presidente da Amazon, Dave Brown, afirmou que a companhia espera que o processador apresente uma performance melhor por dólar que os chips da Intel.

A AWS também anunciou que uma nova classe do chip Trainium, projetado para treinar modelos de aprendizado de máquina e que vai competir contra chips da Nvidia, estará disponível em breve para os clientes. A AWS espera que o chip permita uma redução de 40% no custo de treinamento de modelos de aprendizagem de máquina que o principal processador da Nvidia.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade