PUBLICIDADE

Uber tem prejuízo de US$ 2,4 bilhões e promete retorno do Uber Juntos

Com prejuízo de US$ 2,4 bilhões no terceiro trimestre de 2021, Uber anuncia volta do Uber Juntos na esperança de baixar o preço das corridas

5 nov 2021 21h02
ver comentários
Publicidade

A Uber revelou nesta última quarta-feira (4) seus resultados financeiros do terceiro trimestre, registrando um prejuízo líquido de US$ 2,4 bilhões. A empresa atribuí as perdas à queda no valor de seus investimentos, mas a companhia de transporte por aplicativo vem tendo problemas com os preços das corridas e disponibilidade de motoristas desde o início da pandemia. Por isso, o Uber Juntos também teve seu retorno confirmado.

Aplicativo da Uber
Aplicativo da Uber
Foto: André Fogaça/ Tecnoblog / Tecnoblog

Uber segue com resultados financeiros negativos

A empresa destacou um lucro EBITDA (métrica bem modificada referente ao lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de US$ 8 milhões, apresentando o resultado como positivo, principalmente em comparação a uma perda de US$ 507 milhões em EBITDA no trimestre anterior. No entanto, a Uber ainda registrou um prejuízo líquido de US$ 2,4 bilhões.

Segundo a companhia, a principal causa foi a queda no valor de seus investimentos, especialmente na chinesa Didi. Contudo, a Uber também afirmou que suas participações na Zomato, Aurora e Joby ajudaram a compensar parte dessa perda. O prejuízo registrado foi consideravelmente maior do que o registrado no mesmo trimestre de 2020, de US$ 1,09 bilhão. Assim, a empresa segue com um longo histórico de balanços negativos.

Desde o início da pandemia, a Uber vem enfrentando um sério desequilíbrio na disponibilidade de motoristas e demanda por corridas no mundo todo. Como resultado os preços subiram drasticamente junto ao tempo de espera. Ainda que a empresa não tenha conectado os pontos, seus resultados financeiros provavelmente seguem sendo afetados por esse problema.

Nos Estados Unidos, a Uber registrou um aumento de 60% no número de motoristas ativos entre o terceiro trimestre e o mesmo período do ano passado. Além disso, já são dez semanas consecutivas de crescimento da frota da companhia de transporte por app, incluindo o mês de outubro. O CEO da companhia, Dara Khosrowshahi, também destacou que os "gastos com recrutamento de motoristas" também ficaram para trás.

A volta do Uber juntos?

Uber Juntos
Uber Juntos
Foto: Divulgação/ Uber / Tecnoblog

Junto a divulgação de seus resultados financeiros na quinta-feira, a Uber também revelou que pretende seguir combatendo os preços altos com a retomada do Uber Juntos, de corridas compartilhadas, nos Estados Unidos.

A modalidade estava desativada desde março de 2020 devido à pandemia. Agora, tendo em vista o andamento da vacinação contra COVID-19 no mundo todo, parece um bom momento para seu retorno. Em ligação com investidores, Khosrowshahi deu a entender que o serviço de corridas compartilhadas deve voltar em breve, ao menos ao mercado americano.

Os preços do Uber estão em média 20% mais altos em comparação com o ano passado. Ainda que o cenário tenha melhorado ao longo de 2021, os preços seguem ainda muito distantes dos patamares pré-pandemia. Khosrowshahi espera que o Uber Juntos consiga abaixar ainda mais os custos.

Através desse serviço, até três passageiros podem usar a mesma corrida para chegar em seus respectivos destinos, dividindo o custo da viagem. No entanto, enquanto funcionava, muitos motoristas reclamavam da modalidade, dizendo que as rotas determinadas eram ruins e que muitas vezes os passageiros deixavam avaliações negativas.

Uber Eats é mais lucrativo

Uber Eats
Uber Eats
Foto: Divulgação/Uber / Tecnoblog

Ainda que a Uber tenha nascido com a proposta de ser um aplicativo de transporte, essa não é sua área de atuação mais lucrativa. Na realidade, enquanto a companhia busca de todas as formas melhorar seu app inicial, é o serviço de delivery Uber Eats que apresenta mais retorno à empresa.

A renda bruta da Uber no setor de mobilidade urbana foi de US$ 9,9 bilhões neste último trimestre, representando um crescimento de 67% em relação ao mesmo período de 2020. Já o valor referente a seu serviço de entrega chegou a US$ 12,8 bilhões, crescendo 50% desde o ano passado.

Com informações: Techcrunch, The Verge

Uber tem prejuízo de US$ 2,4 bilhões e promete retorno do Uber Juntos

Tecnoblog
Publicidade
Publicidade