PUBLICIDADE

Twitter proíbe compartilhamento de imagens de terceiros na rede social

Intuito da empresa é impedir que publicações sejam feitas para ofender e acuar pessoas anônimas; famosos e pessoas públicas não estão inclusos na mudança

30 nov 2021 19h20
ver comentários
Publicidade

O Twitter anunciou nesta terça-feira, 30, a proibição do compartilhamento não consentido de imagens de terceiros na rede social. O objetivo da plataforma é impedir que pessoas anônimas sejam ofendidas ou acuadas ao serem expostas em publicações, preservando a privacidade dos usuários.

A companhia afirma em nota que irá atuar caso o indivíduo ou um representante legal peça a remoção do conteúdo na plataforma, alegando o compartilhamento sem consentimento. A medida tem efeito em todo o mundo já a partir de hoje.

A exceção será para celebridades e pessoas públicas ou com fins jornalísticos, diz o Twitter, reiterando que será mantida a publicação que "adicione valor à discussão pública". A empresa acrescenta, no entanto, que o uso dessas imagens pessoais com fins de intimidação deverá ser removido da plataforma, assim como imagens de nus (as famosas "nudes" utilizadas em pornô de vingança).

Em outro exemplo, o Twitter afirma que a exposição de imagens de pessoas em situação de risco, divulgada com o intuito de ajuda, será avaliada conforme o contexto.

"Nós sempre tentaremos avaliar o contexto em que o conteúdo é divulgado e, nesses casos, nós talvez permitamos as imagens ou vídeos em nosso serviço", explica a plataforma.

Para o Twitter, a análise levará em consideração se a imagem está sendo exibida publicamente por veículos de mídia (como jornais, canais de TV e portais) ou se o compartilhamento tem interesse público e é relevante para a comunidade.

A mudança se junta à política de segurança do Twitter, que proíbe a exposição de endereços, documentos, informações financeiras e meios de contato (em prática conhecida como doxxing).

Estadão
Publicidade
Publicidade