0

TIM contrata Bradesco para avaliar suas opções no mercado

A operadora não informou quando ocorreu a contratação do Bradesco ou deu detalhes sobre as alternativas que estariam sendo avaliadas

8 out 2014
12h29
atualizado às 12h31
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Pessoas passam por loja da TIM no Rio de Janeiro . 20/08/2014
Pessoas passam por loja da TIM no Rio de Janeiro . 20/08/2014
Foto: Pilar Olivares / Reuters

A TIM confirmou nesta quarta-feira a contratação de consultoria financeira do Bradesco para avaliar "alternativas estratégicas", segundo comunicado divulgado pela companhia ao mercado. A empresa, porém, afirmou que a contratação de apoios de consultorias "não constituiu nenhum mandato para avaliação de oferta de compra da Oi".

A operadora não informou quando ocorreu a contratação do Bradesco ou deu detalhes sobre as alternativas que estariam sendo avaliadas.

Na sexta-feira passada, uma fonte com conhecimento do assunto afirmou à Reuters que a TIM havia contratado o banco de investimentos do Bradesco para analisar uma oferta para compra da Oi. Na ocasião, TIM e Bradesco não comentaram o assunto.

Isso ocorreu depois que a Oi informou em agosto que havia contratado o BTG Pactual para viabilizar uma proposta para a aquisição da participação detida indiretamente pela Telecom Italia na TIM.

"A companhia segue atenta a quaisquer oportunidades potenciais", disse a TIM, afirmando que o apoio das consultorias limita-se "ao fornecimento de informações de mercado e suas implicações para a companhia dadas as diversas alternativas estratégicas possíveis".

O presidente-executivo da Oi, Zeinal Bava, pediu demissão do cargo na noite da véspera. Isso ampliou incertezas sobre os movimentos de consolidação no mercado brasileiro de telecomunicações.

Saiba quem são os bilionários da tecnologia Saiba quem são os bilionários da tecnologia

Veja também:

Veja como funciona a Bixby, assistente de voz da Samsung
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade