PUBLICIDADE

Tesla diz a regulador que carros totalmente autônomos podem não estar prontos até o final do ano

7 mai 2021 13h06
ver comentários
Publicidade

A Tesla comunicou a um regulador da Califórnia que a tecnologia de direção totalmente autônoma que está desenvolvendo pode não ficar pronta até o final deste ano, mostrou um memorando do Departamento de Veículos Motorizados da Califórnia (DMV, na singla em inglês). 

REUTERS/Carlo Allegri
REUTERS/Carlo Allegri
Foto: Reuters

Elon Musk, presidente-executivo da Tesla, disse durante uma videoconferência de resultados em janeiro que estava "altamente confiante de que o carro será capaz de andar sozinho com confiabilidade superior à humana este ano."

A Tesla também lançou o que descreve como uma versão "beta" de sua tecnologia totalmente autônoma ("full self-driving", FSD) para um número limitado de funcionários e clientes desde outubro, e Musk divulgou o recurso no Twitter.

"O tuíte de Elon não corresponde à realidade da engenharia de CJ. A Tesla está no nível 2 atualmente", disse o DMV da Califórnia em um memorando sobre sua videoconferência em 9 de março com representantes da Tesla, incluindo o engenheiro de piloto automático CJ Moore. A tecnologia de nível 2 se refere a um sistema de direção semiautomatizado, que requer supervisão de um motorista humano.

O memorando foi divulgado pelo grupo de transparência jurídica PlainSite, que o obteve sob a Lei de Liberdade de Informação (FOIA, na singla em inglês).

"A Tesla sinalizou que Elon está exagerando as taxas de melhoria ao falar sobre as capacidades L5. A Tesla não pode afirmar se a taxa de melhoria chegaria a L5 no final do ano civil", disse o memorando, referindo-se ao nível 5, uma tecnologia totalmente autônoma.

O DMV da Califórnia, a Tesla e Moore não estavam imediatamente disponíveis para comentar.

"A Tesla indicou que eles ainda estão com certeza em L2", disse o DMV da Califórnia no memorando. "Como a Tesla sabe, o mal-entendido do público sobre os limites da tecnologia e seu uso indevido pode ter consequências trágicas."

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade