5 eventos ao vivo

Tesla cortou 9% do seu quadro de funcionários, diz Elon Musk

A empresa afirmou que os cortes não afetarão a produção do seu veículo Modelo 3, uma aposta da Tesla para seu sucesso

12 jun 2018
17h58
atualizado às 18h52
  • separator
  • comentários

A montadora americana de carros elétricos Tesla anunciou um corte de 9% no quadro de funcionários da empresa, para tentar reduzir custos e se tornar rentável. A companhia disse que os cortes não vão comprometer a produção de seu modelo sedã de médio porte, o Modelo 3, visto como indispensável para o sucesso da Tesla a médio prazo. A empresa enfrenta uma grande pressão para mostrar que pode construir um veículo em larga escala e que possa gerar lucros.

Em e-mail enviado aos funcionários, o presidente da Tesla, Elon Musk, afirmou que os cortes fazem parte de um processo de reestruturação da empresa, que já tinha sido anunciado no mês passado. "Como parte desse esforço e da necessidade de reduzir custos e se tornar rentável, tomamos a difícil decisão de abrir mão de aproximadamente 9% dos nossos colegas da empresa", disse Musk no e-mail.

Musk pontuou ainda que a Tesla nunca atingiu um lucro anual desde que foi fundada, há 15 anos. "A nossa missão é acelerar a transição do mundo para para a energia limpa e sustentável, mas nunca alcançaremos o nosso objetivo se não mostrarmos que podemos ser rentáveis", disse no e-mail.

Crise. A Tesla passa por um período de problemas de produção de veículos — principalmente na fabricação do Modelo 3— , saída de executivos sêniores e acidentes envolvendo os carros elétricos e autônomos da companhia. Um dos acidentes aconteceu no final de maio, em que um veículo modelo S da Tesla, colidiu com uma viatura da polícia em Laguna Beach, na Califórnia.

No primeiro trimestre de 2018, a companhia teve US$ 709,6 milhões de prejuízo líquido, em comparação com um prejuízo de US$ 330,3 milhões, um ano antes. Elon Musk prevê que a Tesla vai começar a gerar lucros no terceiro e no quarto trimestre deste ano.

Estadão Conteúdo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade