8 eventos ao vivo

Telefonia móvel recua 5% em maio, puxada por queda em linhas da Oi

12 jul 2017
19h21
  • separator
  • comentários

A telefonia móvel no Brasil encolheu 5,14 por cento em maio em relação ao mesmo período do ano passado, totalizando 242,12 milhões de linhas ativas, puxada por uma queda de 12 por cento da Oi, segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgados nesta quarta-feira.

A Oi, que passa por um processo de recuperação judicial, registrou uma queda de 5,7 milhões de linhas móveis no período, fechando maio com pouco mais de 42 milhões -- a quarta maior base do país.

A TIM, segunda maior operadora celular em número de linhas, e Claro também tiveram recuos significativos, de mais de 6 por cento cada, totalizando ao fim do mês 61 milhões e 60,2 milhões de acessos em operação, respectivamente.

Já a líder Vivo foi na contramão das concorrentes e elevou sua base em 1,3 por cento, fechando maio com 74,2 milhões de linhas móveis.

Apesar da queda generalizada, agravada por um tombo na banda larga 3G, as conexões em 4G mais do que dobraram no período, totalizando mais de 76 milhões na tecnologia LTE.

As operadoras virtuais de rede Datora e Porto Seguro tiveram avanços em suas bases, a primeira teve crescimento de 121,4 por cento em maio sobre um antes, para 128,3 mil linhas, e a segunda registrou expansão de 36,6 por cento, a 505,5 mil.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade