PUBLICIDADE
Logo do

Tecnologia e Soluções

Pandemia e cibersegurança: como se proteger contra ataques

Com o boom do trabalho remoto, especialistas de TI usam tecnologia como solução

29 jun 2021 09h00
| atualizado em 2/7/2021 às 19h49
ver comentários
Publicidade
Ciberataques
Ciberataques
Foto: FF

Em pesquisa recente conduzida pela Trend Micro, foi constatado que profissionais de segurança estão cada vez mais sobrecarregados e traumatizados mentalmente com o crescimento de ciberataques nos últimos cinco anos. Foram ouvidos 2.303 tomadores de decisão dessas áreas em empresas de diferentes segmentos e portes (com, no mínimo, 250 funcionários) em 21 países. Segundo a pesquisa, 70% deles são afetados emocionalmente no trabalho em razão do gerenciamento de ameaças.

Com a chegada da pandemia da Covid-19, o trabalho dos especialistas de TI multiplicou-se de forma imensurável, e a urgência de criar plataformas de trabalho compartilhadas, remotas e seguras se tornou a pauta principal da mudança de comportamento de pequenas, médias e grandes corporações. 

E como evitar fraudes em ambientes online, diminuir os ataques digitais e proteger interfaces cada vez mais complexas e que compartilham informações delicadas em múltiplas plataformas conectadas? Essa é a resposta que a maioria das empresas ainda tenta encontrar, mas é consenso entre a comunidade global de tecnologia que a inteligência artificial é a principal aliada em identificar ameaças antes que elas se concretizem e evitem falhas devido a erro humano ou excesso de dados a serem computados.

Entre as ferramentas oferecidas pela interface da Azure, uma delas é o Microsoft Security, que utiliza elementos de IA para identificar ameaças e responder rapidamente com serviços informados por inteligência global em tempo real fornecidos na escala da nuvem. Esses insights de machine learning utilizam fontes imensas de Big Data, que incluem 18 bilhões de buscas do Bing, 400 bilhões de e-mails e 1 bilhão de atualizações de dispositivos do Windows. A análise desse acúmulo de informações se transformam, em questão de segundos, em gráficos de segurança inteligente que ajudam você a garantir que seu negócio esteja à prova de fraudes.

A realidade da cibersegurança em 2021
A realidade da cibersegurança em 2021
Foto: FF

O Azure Stream Analytics, por exemplo, consegue filtrar chamadas telefônicas fraudulentas e detectar antes que aconteçam movimentações estranhas na rede que podem resultar em fraudes de cartão de crédito ou roubo de identidade. O Microsoft Security Response Center também oferece apoio 24h a técnicos de TI para soluções de problemas e fraudes de grande escala.

Com as ferramentas do Azure você também consegue unificar o gerenciamento geral de segurança, habilitando proteção avançada contra ameaças na nuvem; proteger chaves de criptografia e segredos usados por aplicativos; proteger e-mails, documentos e todos os arquivos trocados dentro da estrutura do Microsoft Teams; e um serviço de atestado remoto totalmente gerenciado e unificado para validar vários TEEs (Ambientes de Execução Confiável) no Azure.

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade