PUBLICIDADE

Spotify tem aumento de 20% em receita com Premium, mas sofre prejuízo

Número total de usuários mensais cresceu 22%, enquanto assinaturas do Spotify Premium tiveram alta de 17%; podcasts viram crescimento "modesto"

28 jul 2021 12h55
ver comentários
Publicidade

O Spotify foi mais uma das empresas de tecnologia que lançou seu balanço trimestral nesta semana. A plataforma de áudio registrou aumento de 20% na receita com assinaturas do Premium, com faturamento de € 2 bilhões — o equivalente a R$ 12,5 bilhões. O número total de usuários, incluindo a versão Free, também cresceu: são 365 milhões de pessoas por mês que ouvem músicas, podcasts e navegam pelo aplicativo. Contudo, a empresa teve prejuízo equivalente a R$ 122 milhões.

Spotify terá NFT da primeira ação negociada na bolsa de valores de Nova York
Spotify terá NFT da primeira ação negociada na bolsa de valores de Nova York
Foto: Alexander Shatov/Unsplash / Tecnoblog

Spotify Premium tem 165 milhões de usuários e cresce 20%

Tanto o modelo Premium do Spotify quanto o consumo gratuito da plataforma parecem ter crescido proporcionalmente. O número de usuários Premium atingiu a marca dos 165 milhões, um crescimento acima do esperado para a empresa e que representa um aumento de 20% em relação ao mesmo trimestre do ano passado.

A companhia ressalta que adicionou 7 milhões de novos assinantes do produto no segundo trimestre, com crescimento de dois dígitos em todas as regiões. A América Latina responde por 2 de cada 10 assinantes do Premium; enquanto a Europa equivale a 40% das assinaturas.

Apesar da alta em assinaturas, o Spotify previa um número maior de ouvintes mensais ativos. São 365 milhões de usuários que navegam pelo app ativamente, um crescimento de 22% na comparação ano a ano. Apesar de mencionar uma performance abaixo da expectativa, a plataforma adicionou 9 milhões de contas novas — tanto Free como Premium — entre o 1º e o 2º trimestre.

Apesar da alta, Spotify fecha 2º tri com prejuízo

A companhia amargou um prejuízo líquido de R$ 122 milhões no trimestre — uma melhora em relação ao déficit de R$ 2,1 bilhões em relação ao mesmo período de 2020. Executivos do Spotify afirmaram ao Wall Street Journal que a companhia está focada em crescimento, e não em dar lucro a cada trimestre.

A plataforma destaca que a receita sobre anúncios no Spotify superou expectativas, crescendo em três dígitos devido aos canais de vendas de Direct e Podcasts. O faturamento do Ad Studio, principal canal de propagandas do aplicativo, teve alta de 165%.

Podcasts têm crescimento "modesto", mas batem recorde

Podcasts tiveram apenas um crescimento "modesto" de ouvintes mensais, de acordo com a plataforma; até o fim do trimestre, o Spotify hospedava 2,9 milhões de podcasts no app. O Spotify lançou 100 podcasts originais em países como Brasil, Argentina e México.

Outros formatos devem chegar em breve no Spotify, que em junho inaugurou o Greenroom, plataforma de conversas ao vivo que concorre com Twitter Spaces e Clubhouse. Há também a pretensão de criar modelos de inscrição paga para podcasts — a companhia vem testando o recurso nos EUA.

Spotify Greenroom no Android
Spotify Greenroom no Android
Foto: André Fogaça/Tecnoblog / Tecnoblog

Com informações: The Verge

Spotify tem aumento de 20% em receita com Premium, mas sofre prejuízo

Tecnoblog
Publicidade
Publicidade