PUBLICIDADE

Spotify Greenroom é lançado para concorrer com Clubhouse e Twitter Spaces

O Spotify Greenroom é aberto para todos com app no iPhone e Android, além de prometer monetizar criadores de conteúdo dos EUA

16 jun 2021 21h20
ver comentários
Publicidade

O Spotify anunciou nesta quarta-feira (16) que também vai entrar no mundo dos aplicativos para conversa de voz em tempo real com muitas pessoas, colocando o Greenroom neste trabalho. A proposta da empresa de streaming de músicas certamente é de concorrer com soluções como Clubhouse e Twitter Spaces e sua aposta está em uma compra recente, a rede social Locker Room.

Spotify Greenroom no Android
Spotify Greenroom no Android
Foto: André Fogaça/Tecnoblog / Tecnoblog

Quando o Clubhouse apareceu no começo deste ano, a ideia de rede social apenas para conversar por voz sobre um assunto específico foi tão bem recebida, que o app ficou famoso e fez grandes players deste mercado correrem, como é o caso do Twitter com o Spaces. Outros nomes também passaram a mostrar suas ideias parecidas, como Slack, Instagram, Telegram e até o Facebook.

O Spotify parecia estar longe de querer ter um concorrente, mas em março comprou o Locker Room, uma rede social para quem ama esportes e permitia conversas ao vivo por áudio, e agora transformou a plataforma exatamente nisso: sua arma para bater no Clubhouse e também no Twitter Spaces.

A rede social foi rebatizada de Greenroom e completamente reformulada, ganhou cores e visuais parecidos com os encontrados justamente no aplicativo Spotify, onde o usuário escuta músicas e podcasts. Como os dois apps são da mesma empresa, usuários com conta no streaming de canções podem utilizar suas credenciais para criar uma conta - seja ele um assinante de qualquer plano Premium ou então alguém com acesso gratuito.

Outra mudança com a compra do Locker Room é que o aplicativo finalmente ganhou uma versão para Android com o lançamento do Greenroom. Dentro dele, seja em qual plataforma for, todos os usuários poderão criar ou participar de salas com chat em áudio, além de escrever comentários em uma área ao lado da lista de participantes.

Spotify Greenroom
Spotify Greenroom
Foto: reprodução/Spotify Greenroom / Tecnoblog

O Spotify promete que dá preferência para a sugestão de salas de acordo com os interesses do usuário, marcados logo no começo, quando a conta estava na parte de criação dos gostos pessoais.

No momento da criação da sala, o usuário do Greenroom pode escolher gravar o som da conversa que acontecerá por lá. O Spotify diz que utiliza a ferramenta de gravação para investigação de incidentes, entregando uma cópia do áudio coletado para o criador do chat - se ele requisitar.

Spotify monetizará Greenroom para criadores de conteúdo

O Spotify sabe que os criadores de conteúdo só entram em uma plataforma quando existe alguma forma de monetização, nos moldes do YouTube. Por isso, a empresa de streaming está criando uma ferramenta chamada Creator Fund.

Segundo a empresa, qualquer usuário pode entrar no Fund e receber dinheiro, mas ele não pode:

  • Ser menor de idade;
  • Morar fora dos Estados Unidos;
  • Participar de algum acordo comercial com o Spotify e que exclui a possibilidade de entrar no Fund;
  • Ser funcionário ou contratado pelo Spotify;
  • Violar as políticas da plataforma de streaming ou então os direitos autorais.

O pagamento é calculado semanalmente e leva em conta alguns fatores como o tamanho da audiência dentro da sala, junto do consumo do conteúdo veiculado nela. A ferramenta de monetização começará a funcionar nos próximos meses.

Com informações: Spotify.

Spotify Greenroom é lançado para concorrer com Clubhouse e Twitter Spaces

Tecnoblog
Publicidade
Publicidade