PUBLICIDADE

SpaceX, de Elon Musk, já vale US$ 100 bi após viagem concluída com sucesso

Ela já é a segunda empresa de capital fechado mais valiosa do mundo

11 out 2021 23h46
ver comentários
Publicidade

A SpaceX, empresa de exploração espacial fundada por Elon Musk, tornou-se a segunda companhia de capital mais valiosa do mundo. A avaliação do negócio cresceu 33%, segundo o canal americano CNBC, atingindo a marca de US$ 100,3 bilhões. Isso posiciona a SpaceX somente atrás da ByteDance, dona do TikTok, no ranking da consultoria CB Insights, que lista as startups de capital fechado mais valiosas do mundo.

Segundo a CNBC, a nova avaliação não é fruto de um novo aporte na companhia. O valor seria resultado de um acordo entre a SpaceX e seus investidores para vender US$ 755 milhões em ações, ao preço de US$ 560 cada. Em fevereiro, quando recebeu um aporte de US$ 1,2 bilhão, a companhia valia US$ 74 bilhões com ações precificadas em US$ 419,99.

Para chegar na ByteDance, porém, a viagem da SpaceX é longa. A gigante chinesa está avaliada em US$ 140 bilhões. Não há indicações de que as duas rivais estejam mirando a abertura de capital.

A nova avaliação da SpaceX coroa o bom momento da empresa. No mês passado, ela concluiu com sucesso a primeira missão que levou civis para a órbita da Terra. A empresa de Musk foi a primeira a conseguir esse feito. Em julho, a Blue Origin realizou um voo semelhante com Bezos junto à tripulação, mas não chegou a entrar em órbita.

Além do turismo espacial e de contratos para o transporte de cargas para o espaço, a SpaceX mira o projeto Starlink, um conjunto de satélites de órbita baixa que oferece conexão de internet de alta velocidade e baixa latência em partes remotas do globo. No momento, a empresa tem mais de 1,5 mil satélites no ar e está operando em cerca de uma dúzia de países. Musk já estimou que o Starlink terá custo total de investimento entre US$ 20 bilhões e US$ 30 bilhões.

Estadão
Publicidade
Publicidade