0

Samsung mostra TV mais cara do Brasil por R$ 499 mil

Esse modelo de televisão possui resolução de 5120x2160 e 11 milhões de pixels

31 out 2014
11h02
  • separator
  • 0
  • comentários

A Samsung mostrou na última quinta-feira para o público brasileiro a TV mais cara do Brasil, uma UHD de 105 polegadas com tela curva e preço sugerido de apenas R$ 499 mil.

Em uma ação que colocou os jornalistas em uma sala de cinema, a 50 metros de altura no Jockey Club de São Paulo, o modelo 105S9W foi apresentado com imagem no formato 21:9 – uma tela panorâmica.

Ela é uma atualização da Timeless S9, lançada no ano passado no Brasil, com 81 polegadas.

Desenvolvido para um público extremamente seletivo, a nova TV da Samsung também serve para a companhia sul-coreana mostrar a tendência nas televisões de tela curva e no 4K – a tecnologia de resolução de vídeo quatro vezes superior ao Full HD – para os próximos anos.

“Os televisores evoluem junto com o consumidor”, afirmou Tony Firjam, vice-presidente de Consumer Electronics da Samsung Brasil. “Hoje nós apresentamos essa TV de R$ 499 mil, mas já temos TVs curvas no nosso portfólio a partir de R$ 4 mil”.

Disponibilidade e especificações
Esse modelo de televisão possui resolução de 5120x2160 e 11 milhões de pixels, além de alto falantes de 160 watts de potência e possui 500 aplicativos.

A TV pode ser vista a partir de dezembro no Shopping Iguatemi e pode ser adquirida sob demanda – ela não é fabricada no Brasil, mas importada da Coreia do Sul. Lojas varejistas como a Fast devem comercializar modelos da TV.

Chama a atenção, pelo preço da TV e necessidades a Samsung faz um atendimento exclusivo na entrega do produto, com avaliação de ambiente, entrega e transporte do produto – com equipe de segurança.

Vivo TV Fibra
Além da TV, o comprador ainda recebe a Vivo TV Fibra. Com mais de 170 canais em HD, o sistema de TV por assinatura tem como novidade um novo decodificador Wi-Fi que será enviado junto com a TV. “A nossa parceria com a Vivo e pela necessidade de um TV de qualidade”, disse Firjam.

Ainda de acordo com Gustavo Fonseca, diretor da Vivo este decodificador ainda não está disponível no mercado, mas quando for lançado “terá preço compatível com o mercado”.

“A ideia é que a pessoa não precise ter vários pontos de TV instalados em sua casa”, disse Fonseca. Ele ainda explica que a Vivo manterá o Estado de São Paulo como foco da expansão do Vivo TV Fibra, mas que a companhia já tem planos de “expandir para outras cidades” do País.
 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade