PUBLICIDADE

Samsung lança celulares de linha 'acessível' com 5G por até R$ 3,5 mil

Os modelos M53 5G e M23 5G trazem algumas características de celulares mais avançados e mira em público que não quer pesar a mão no bolso

17 mai 2022 12h21
ver comentários
Publicidade

A Samsung anunciou nesta terça-feira, 17, seus novos modelos de celular da família M: o M23 5G e o M53 5G. Os aparelhos, com especificações intermediárias, é uma aposta da empresa para alcançar um público maior e que quer um smartphone mais em conta no mercado. Os aparelhos chegam às lojas nos próximos dias com preços até R$ 3,5 mil.

De acordo com Mario Sousa, diretor sênior de marketing da empresa, a linha M é uma introdução às ferramentas de um celular mais avançado, mas que ainda mantém características que podem manter o preço na média do mercado para o segmento.

"A família M reforça a estratégia de ter um portfólio amplo e democratco. Continuamos focados no segmento flagship, mas esse faz parte do objetivo de potencializar o smartphone usado no dia a dia. São produtos que começam a trazer benefícios da família premium".

M53 5G

Como modelo mais avançado do lançamento, o M53 5G tem processador MediaTek D900 com núcleo de 6 nm. No desempenho, são 8 GB de memória e 128 GB de armazenamento com memória expansível de 1TB — o dispositivo também conta com uma memória plus de 8 GB, conceito de memória virtual que fabricantes têm usado para reverter o armazenamento em potência para o funcionamento do aparelho.

A traseira do dispositivo conta com um conjunto de câmera quádruplo, com lente principal de 108 megapixels (MP), lente ultra-angular de 8 MP, câmera macro de 2 MP e uma lente de profundidade de 2 MP.

Na câmera frontal, a lente é de 32 MP com um pequeno entalhe na tela Amoled de 6,7 polegadas. O aparelho vem com taxa de atualização de 120 Hz, acompanhando os modelos concorrentes no mercado e, de acordo com a Samsung, o aparelho consegue utilizar inteligência artificial para remasterizar fotos e apagar objetos pelo próprio recurso no celular.

Com vendas a partir desta terça, o modelo mais avançado da família chega ao mercado nas opções verde, azul e marrom por R$ 3,5 mil. O aparelho terá três atualizações garantidas do sistema operacional Android.

M23 5G

Assim como o irmão mais velho, o M23 é compatível com a rede de internet 5G e quer trazer uma amostra de celulares mais "modernos" para quem não quer fazer a compra pesar tanto no bolso.

Semelhante ao M53 5G, o modelo tem um design de bordas arredondadas, com corpo com acabamento metálico, mas oferece ao usuário apenas três lentes no conjunto de câmeras traseiras. O aparelho tem lente principal de 50 MP, com uma ultra-angular de 8 MP e uma lente macro de 2 MP.

A parte frontal conta com uma câmera de 8 MP, mas ganha na tela com poucas diferenças em relação ao outro lançamento: 6,6 polegadas e taxa de atualização também de 120 Hz. O material, porém, não é Amoled, e conta apenas com a tecnologia Full HD.

O processador também se difere. A Samsung afirmou que optou por equipar o M23 com um chip Snapdragon 750G, da Qualcomm, por uma decisão global de construção do aparelho. A troca de chips em aparelhos da mesma linha — em diversas fabricantes — tem sido uma tática para continuar os lançamentos no mercado mesmo em meio a crise de semicondutores, que afeta o setor de eletrônicos desde o começo da pandemia.

No desempenho, são 6 GB de memória e 128GB de armazenamento, com a memória plus também de 6 GB e também conta com memória expansível de 1 TB. O modelo tem, por garantia da Samsung, duas atualizações de Android programadas.

Em ambos os modelos, a bateria é de 5.000 mAh, com tecnologia de carregamento rápido com carregador de 25 W — este, porém, é vendido à parte. Para o dia a dia, caso o usuário não adquira o produto, é preciso se contentar com o carregador de 15 W que vem na caixa com o celular.

O caçula da família M vai para as vitrines na próxima semana nas cores verde, azul e cobre, e vai custar R$ 2 mil.

Estadão
Publicidade
Publicidade