PUBLICIDADE

Engenheiros criam mãos robóticas com tato

Dedos detectam 117 texturas com mais precisão que os humanos.

22 jun 2012 06h21
| atualizado às 09h15
Publicidade

Engenheiros nos EUA dizem ter construído mãos robóticas capazes de diferenciar diferentes texturas.

Equipadas com sensores de toque conhecidos como BioTac - que usam algoritmos inteligentes -, estas mãos selecionam, monitoram e interpretam o que detectam com seus dedos mecânicos.

Os dedos robóticos têm o mesmo tamanho de um dedo humano e "impressões digitais" na superfície capazes de sentir texturas. Estas impressões digitais permitem a percepção dos materiais tocados, por meio de vibrações. O trabalho da equipe liderada por Gerald Loeb e Jeremy Fishel da Escola de Engenharia Viterbi, filiada à Universidade do Sul da Califórnia, foi divulgado na publicação Frontiers of Neurorobotics.

Quando o dedo, coberto com uma "pele" flexível cheia de fluído, passa sobre uma textura, a pele vibra de diferentes maneiras. Essas vibrações são capturadas por um transmissor de som localizado dentro dos dedos de metal. Assim, a mão robótica detecta o tipo de textura, a forma e as propriedades térmicas do objeto. E com mais precisão do que o dedo humano. Ela pode detectar 117 materiais comuns, com uma precisão de 95%.

Os criadores dizem que a tecnologia pode ser útil na fabricação de próteses equipadas com o sentido do toque. O projeto foi financiado pela Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos para desenvolver melhores mãos protéticas para amputados.

BBC News Brasil BBC News Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC News Brasil.
Publicidade