PUBLICIDADE

Cão-robô "dos sonhos" é lançado 6 anos após 'morte' do Aibo

15 jun 2012 11h34
| atualizado às 12h10
Publicidade

A fabricante japonesa de brinquedos Takara Tomy reacendeu a disputa para oferecer um cão-robô que se aproxime o máximo possível de um animal de verdade e traz ao mercado o modelo considerado "dos sonhos". O Omnibot I-Sodog surge seis anos depois do projeto de cachorro robótico da Sony, o Aibo, ter sido interrompido. o I-sodog foi apresentado na feira internacional de brinquedos de Tóquio.

Cãozinho anda, dança em sintonia com a música e responde a 50 comandos de voz
Cãozinho anda, dança em sintonia com a música e responde a 50 comandos de voz
Foto: AFP

O robô anda, dança em sintonia com a música e responde a 50 comandos de voz, de acordo com o site Huffington Post . O cãozinho pode ser controlado por um aplicativo instalado no iPhone ou pelo controle remoto. Ele responde às carícias através dos sensores colocados em seu corpo - e os do nariz permitem, ainda, que dois robôs possam trocar informações. A bateria deve durar em torno de 1 hora, dependendo das atividades do cão.

O modelo da Takara deve custar em torno de US$ 400. O cachorro cibernético não tem previsão de chegar às lojas do Japão antes de 2013.

Outros brinquedos robóticos também se destacam na feira, inclusive outro cachorro. O "SmartPet" robot dog usa um iPhone (colocado no lugar do "rosto" do animal) para expressar suas emoções. O robozinho da Bandai, que ganha vida com o iPhone, é capaz de espirrar e, com o Facetime ou mesmo o programa de voz Siri, pode ser comandado para fazer truques e exibir mais de cem expressões.

A Cube mostra o "Yoube de Piano", pequenos sensores de toque que, colocados nas pontas dos dedos, permitem simular que se está tocando piano. O 'piano de deedos' permite ajustes de tom.

Também da Cube, "Cocolo Bear" é um ursinho de pelúcia robótico capaz de falar 600 palavras por meio do iPhone instalado em seu corpo, o que também permite que Cocolo seja usado como um celular.

Fonte: Terra
Publicidade