PUBLICIDADE

Regulador da internet da China aponta 33 apps por violarem regras de privacidade

3 mai 2021
0comentários
Publicidade

O principal órgão de vigilância da Internet da China descobriu que 33 aplicativos violaram regras de privacidade de dados ao coletarem informações sem consentimento, entre outros problemas.

Silhueta de pessoas usando seus telefones celulares. 30/5/2018. REUTERS/Kacper Pempel
Silhueta de pessoas usando seus telefones celulares. 30/5/2018. REUTERS/Kacper Pempel
Foto: Reuters

Em nota, a Administração do Ciberespaço da China (CAC, na sigla em inglês) identificou aplicativos de mapas, aplicativos de mensagens instantâneas e outros com mais funções, como o download de emojis.

O CAC disse que os programas coletaram dados sem consentimento, mais informações do que o necessário para fins operacionais e que os dados não foram excluídos ou revisados de acordo com os regulamentos. As empresas têm 10 dias para cumprir as regras ou podem ser multadas.

Pequim vem reprimindo a vasta "economia de plataforma" do país, usada para uma ampla gama de atividades de comércio eletrônico, desde bancos até entrega de alimentos.

A repressão começou com a suspensão no ano passado do IPO de 37 bilhões de dólares do Ant Group, e se expandiu por todo o setor, derrubando os preços das ações de empresas do setor.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade