PUBLICIDADE

Redmi Note 10 passa de um milhão de unidades vendidas em 9 dias, diz Xiaomi

Linha Redmi Note 10 chegou em junho na China e conseguiu alcançar 1 milhão de unidades vendidas 3 dias antes dos Redmi Note 9

10 jun 2021 21h29
ver comentários
Publicidade

A Xiaomi divulgou que a série Redmi Note 10 ultrapassou a marca de um milhão de unidades comercializadas em apenas nove dias, quando são consideradas apenas as vendas locais, na China mesmo. Os smartphones são parte da famosa linha de celulares intermediários, entregando display LCD e algumas opções para processador, com direito até mesmo a refrigeração líquida para o modelo mais robusto.

"
"
Foto: Tecnoblog

Este número foi alcançado em apenas nove dias depois do lançamento da série Redmi Note 10 na China, com metade deste total acontecendo durante a primeira hora de vida no mercado local. Comparando com a série anterior, os modelos Redmi Note 9 levaram 13 dias para alcançar o mesmo patamar de vendas locais.

Dentro da China, a linha destes smartphones conta com dois modelos diferentes dos apresentados antes para o público internacional, com alguns deles disponíveis para venda oficial no Brasil.

Redmi Note 10 Pro encosta em um topo de linha

Começando pelo celular mais completo, o Redmi Note 10 Pro entrega tela LCD de 6,6 polegadas em resolução Full HD+, com taxa de atualização em 120 Hz, envolta em um corpo plástico e cobrindo um chip MediaTek MT6891Z Dimensity 1100 5G. O aparelho pode ter 6 GB ou 8 GB de RAM, além de 128 GB ou então 256 GB de espaço interno - sem possibilidade para expansão com cartão microSD.

"Série
"Série
Foto: Tecnoblog

O celular exibe três câmeras traseiras, sendo a principal com 64 megapixels, outra secundária para fotos ultrawide de 8 megapixels e também um sensor para imagens macro, com 2 megapixels. Fechando sua ficha técnica, temos uma câmara de vapor para resfriamento líquido de algumas partes internas.

Já o Redmi Note 10 aumenta o display para 6,5 polegadas e diminui a taxa de atualização para 90 Hz, junto de um MediaTek Dimensity 700 também compatível com redes 5G. As câmeras traseiras utilizam sensores de 48 megapixels, com outras duas lentes para macro e fotos com fundo desfocado, ambas de 2 megapixels.

O Android 11 já vem instalado de fábrica nos dois representantes da série Redmi Note 10 para a China, com grande customização pela interface proprietária da marca asiática. Outros recursos compartilhados ficam na bateria de 5.000 mAh e o leitor de impressões digitais instalado na lateral dos celulares.

Com informações: Gizmochina e Gizchina.

Redmi Note 10 passa de um milhão de unidades vendidas em 9 dias, diz Xiaomi

Tecnoblog
Publicidade
Publicidade