2 eventos ao vivo

Quibi, novo streaming criado para celulares, chega em 2020

Plataforma pretende mudar a forma como vemos filmes e séries em dispositivos móveis ...

11 jun 2019
13h14
  • separator
  • 0
  • comentários

Hoje mesmo (11), falamos sobre Steven Spielberg lançar uma série de terror que só poderá ser vista à noite. A atração vem sendo bancada e será exibida no Quibi, um serviço de streaming novo e pouco falado, mas que já promete causar barulho quando chegar em abril de 2020. Isso porque a plataforma vem sendo desenvolvida especialmente para exibir filmes e séries em dispositivos móveis.

Novidade deve ter dois planos de pagamento, um com anúncios e outro sem, a US$ 5 e US$, 8, respectivamente

Junção de "quick" com "bites", o Quibi terá episódios com duração relativamente curta para os padrões clássicos — mas nem tanto para os tempos atuais. "Os capítulos ou atos terão de 7 a 10 minutos. São especificamente gravados para serem assistidos em qualquer lugar. Se você tem entre 25 e 35 anos, depois de se levantar você fica no smartphone por mais de 5 horas", diz o fundador do Quibi, Jeffrey Katzenberg, em entrevista à Variety.

O fundador do Quibi, Jeffrey Katzenbeg. Fonte: Eastwind
O fundador do Quibi, Jeffrey Katzenbeg. Fonte: Eastwind
Foto: TecMundo

No lançamento, o Quibi oferecerá um período de teste gratuito de 14 dias e terá 8 produções "super premium". Depois disso, serão mais 26 produções originais lançadas às segundas-feiras, no primeiro ano. Segundo Katzenberg, esses projetos serão o equivalente ao que o "'House of Cards' foi para a Netflix" e "'The Handmaid's Tale' foi para o Hulu".

Investidores de peso e preço

O Quibi também deve oferecer outros tipos de atrações, como programas de notícias. No total, são esperados 125 conteúdos semanais e 7 mil ao longo do ano. A plataforma conseguiu um aporte de US$ 1 bilhão de investidores como Sony Pictures, Disney, Warner Bros., Time Warner, MGM, Alibaba, entre outros.

Isso indica que muitos dos estúdios que ainda não encontraram a maneira mais adequada de distribuir seu material nos dispositivos móveis apostam no Quibi como uma solução para isso.

A previsão é de inicialmente hajam dois planos: um a US$ 4,99 (cerca de R$ 19), com anúncios de 10 segundos para vídeos menores de 5 minutos e de 15 segundos para obras de 5 a 10 minutos; e uma opção livre de publicidade, a US$ 7,99 (R$ 31). A expectativa de estreia ficou para 6 de abril de 2020.

TecMundo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade