5 eventos ao vivo

Prosus embolsa US$14,6 bi com venda de participação na Tencent

8 abr 2021
16h21
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A investidora de tecnologia Prosus disse nesta quinta-feira que embolsou 14,6 bilhões de dólares com a venda de uma participação de 2% da gigante chinesa Tencent, em um dos maiores 'block trades' de todos os tempos.

REUTERS/Tingshu Wang/Foto de arquivo
REUTERS/Tingshu Wang/Foto de arquivo
Foto: Reuters

"Nossa crença na Tencent e em sua equipe de gestão é inabalável, mas também precisamos financiar o crescimento contínuo de negócios principais e dos setores emergentes", disse Koos Bekker, presidente da Prosus, sediada em Amsterdã, em pronunciamento após a conclusão do negócio nesta quinta-feira.

Em um comunicado à Bolsa de Valores de Hong Kong, a gigante de jogos e mídia social da China disse que a Prosus vendeu 191,89 milhões de ações por 595,00 dólares de Hong Kong, reduzindo sua participação para 28,9%.

O preço teve um desconto de 5,5% em relação ao fechamento da quarta-feira da Tencent, que foi de 629,50 dólares de Hong Kong. As ações da Tencent, que subiram 10% este ano, fecharam com queda de 1,5% nesta quinta-feira, a 620 dólares de Hong Kong.

Pony Ma, presidente do conselho da Tencent, disse em declaração que via a Prosus, que foi desmembrada da Naspers da África do Sul em um IPO em 2019, como um "parceiro estratégico comprometido por muitos anos".

"A Tencent respeita e entende a decisão (da venda de ações)", disse. A Prosus se comprometeu a não reduzir ainda mais sua participação remanescente nos próximos três anos. A venda se deu por meio de um 'block trade', quando um grande lote de ações é negociado na bolsa, geralmente por meio de leilão.

A Prosus possui participações em plataformas de entrega de alimentos online, mercados de classificados e empresas de pagamentos digitais.

A venda da participação da Tencent reduziu ligeiramente a diferença entre o valor de mercado da Prosus, de 153 bilhões de euros, e o valor de sua participação remanescente na Tencent, de cerca de 186 bilhões de euros nesta quinta-feira.

Veja também:

LG abandona mercado de smartphones
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade