2 eventos ao vivo

Plataformas de entrega de comida impulsionam lucro de restaurantes na Europa, diz pesquisa

2 dez 2019
13h43
atualizado às 13h45
  • separator
  • 0
  • comentários

As plataformas de entrega de comida estão ajudando restaurantes independentes e de redes em Londres, Paris, Madri e Varsóvia a venderem mais a cada semana, aumentando a receita e o lucro do setor, de acordo com um relatório da Deloitte encomendado pela Uber Eats.

09/11/2019
REUTERS/Valentyn Ogirenko
09/11/2019 REUTERS/Valentyn Ogirenko
Foto: Reuters

A entrega de comida cresceu rapidamente em toda a Europa, inicialmente impulsionada por empresas como Just Eat e Takeaway.com, que oferecem o marketplace para restaurantes que têm seus próprios serviços de entrega.

Uber Eats, uma unidade da, Deliveroo, do Reino Unido; e a Glovo, da Espanha; expandiram mercado, fornecendo entregas próprias para restaurantes independentes e de redes.

A parcela de restaurantes que relatou um aumento geral nas vendas após ingressar no Uber Eats foi de 69% em Londres, 74% em Paris, 67% em Varsóvia e 59% em Madri, segundo o relatório.

O chefe da Uber Eats na Europa, Stephane Ficaja, disse que a pesquisa foi encomendada para avaliar o impacto que a empresa estava causando nos 60 mil restaurantes que aderiram à sua plataforma em 250 cidades do continente em pouco mais de três anos.

O maior número de refeições extras entregues como resultado de plataformas de terceiros foi observado em Londres, onde 606 mil pedidos foram registrados por restaurantes de redes e 305 mil por restaurantes independentes semanalmente, resultando em um aumento de 323 milhões de libras (414 milhões de dólares) na receita anual e 189 milhões de libras de lucro extra por ano, afirmou.

A Uber Eats, como sua empresa mãe, é deficitária. A receita da companhia aumentou 64%, para 645 milhões de dólares no terceiro trimestre, mas o prejuízo ajustado aumentou 67%, para 316 milhões de dólares.

"Ainda estamos diante de uma grande oportunidade de negócios. Ainda temos muitos mercados que não são maduros e nos quais precisamos investir", disse Ficaja.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade