PUBLICIDADE

O que é hash rate em criptomoedas?

Entenda o que é hash rate (taxa de hash) no universo das criptomoedas e sua importância para mineradores de ativos digitais e investidores

15 mai 2022 14h02
| atualizado em 16/5/2022 às 17h32
ver comentários
Publicidade

Hash é uma função matemática que converte um arquivo em um código de letras e números. É também usado como uma unidade métrica no universo das criptomoedas e redes blockchain. O chamado "hash rate" é o principal meio utilizado para dimensionar a mineração de ativos digitais, como bitcoin (BTC), ether (ETH) e outros. A seguir, vou explicar mais sobre como essa taxa é medida e sua importância.

O que é hash rate em criptomoedas?
O que é hash rate em criptomoedas?
Foto: Vitor Pádua/ Tecnoblog / Tecnoblog

No mercado cripto, cada transação realizada com criptomoedas é registrada em uma rede blockchain. Essa tecnologia é sustentada por mineradores de moedas digitais ao redor do mundo. Eles usam seus computadores para resolver uma infinidade de problemas matemáticos complexos. Assim, toda vez que uma série de cálculos é resolvida e seu resultado é gravado na rede, um hash é gerado.

O que é hash rate?

Em poucas palavras, o hash rate (ou taxa de hash) é uma medida do poder de processamento total usado pelos computadores que estão minerando uma criptomoeda e registrando as transações em uma rede blockchain. A unidade pode ser usada também para dimensionar a velocidade em que as máquinas mineradoras estão concluindo os complexos cálculos matemáticos.

Nesse sentido, a segurança e integridade da rede de uma criptomoeda podem ser avaliadas por seu hash rate. A partir dessa medida, é possível identificar, por exemplo, quantos computadores estão sendo usados para manter o blockchain e quantos hashes são gerados em determinado intervalo de tempo.

Segundo a Binance, maior corretora de criptomoedas do mundo, o hash rate é "uma parte essencial do processo de mineração" do bitcoin (BTC), por exemplo. Ele também desempenha um papel importante na geração de novos endereços de carteiras digitais e de chaves de autenticação.

Para criptografar todos esses dados, os mineradores precisam resolver "quebra-cabeças" matemáticos. Seus computadores processam de milhões a trilhões de tentativas por segundo sobre quais poderiam ser as soluções. Esses são os hashes, códigos formados por números e letras para representar um arquivo.

Qual a importância do hash rate para as criptomoedas?

O objetivo de cada minerador é ser o primeiro a conseguir resolver um bloco de dados de transações. Esse método é chamado de "proof-of-work" (prova de trabalho, em tradução livre). Assim, os mineradores são recompensados pela rede blockchain com a geração de novas unidades de determinada criptomoeda, por exemplo.

Mineração de criptomoedas
Mineração de criptomoedas
Foto: WorldSpectrum/Pixabay / Tecnoblog

Os hashes ainda precisam ser validados e autenticados por outros mineradores, medindo se a quantidade apropriada de poder de processamento foi usada para produzir o código. Depois que o hash referente ao bloco de dados passar por todos esses processos, ele é então adicionado à rede blockchain. Por fim, o minerador recebe uma recompensa em criptomoedas recém-criadas.

"Blockchains precisam de computadores para processar e validar suas transações", disse David Kemmerer, CEO e cofundador da CoinLedger, ao Business Insider. "Quanto mais computadores competem para validar transações tentando solucionar o próximo hash, mais segura a rede se torna."

O bitcoin e o ether, as duas principais criptomoedas do mercado, usam o método "proof-of-work" para validar e gravar os dados em seus blockchains. Outras moedas digitais populares, como bitcoin cash, dogecoin, litecoin e muitas outras também usam o mesmo modelo para garantir a segurança de suas redes.

O hash rate é extremamente importante para os mineradores de criptomoedas. Como eles estão constantemente competindo para serem os primeiros a gerar um hash válido, eles precisam que suas máquinas resolvam os cálculos o mais rápido possível. Por exemplo, se o equipamento usado gerar uma taxa de hash menor do que a concorrência, o minerador será recompensado com menos frequência.

Como o hash rate é medido?

A taxa de hash é uma medida da quantidade de cálculos que podem ser realizados por segundo. Esse número pode estar na casa dos milhares, milhões, bilhões, trilhões, quatrilhões e quintilhões. Assim, eles podem ser representado pelas seguintes unidades:

  • KH/s (kilo): milhares de hashes por segundo
  • MH/s (mega): milhões de hashes por segundo
  • GH/s (giga): bilhões de hashes por segundo
  • TH/s (tera): trilhões de hashes por segundo
  • PH/s (peta): quatrilhões de hashes por segundo
  • EH/s (exa): quintilhões de hashes por segundo

A representação do hash rate varia de blockchain para blockchain e de minerador para minerador. Tudo depende da quantidade e máquinas e da velocidade dos computadores que estão sendo usados para manter a rede. O bitcoin, por exemplo, usa o algoritmo criptográfico SHA-256 para calcular os hashes e mede a taxa em exahashes por segundo (EH/s). Já a rede Ethereum usa a medida em terahashes por segundo (TH/s).

Por que a taxa de hash é importante para investidores?

Além de ser importante para mineradores, o hash rate é um dado muito avaliado por investidores de criptomoedas. Há uma relação entre os preços dos criptoativos e a taxa de hash, mas nem sempre ela é clara. Os valores de moedas digitais, por exemplo, geralmente impactam nas taxas de hash, conforme Gabriel Wong, cofundador da Cyberdyne Tech Exchange, explicou ao Business Insider.

"Quando o preço do bitcoin está alto, a taxa de hash tende a aumentar à medida que mais mineradores se juntam à rede pela margem de lucro maior… Enquanto o preço cai, essa margem diminui e temos menos mineradores atuando."

Gabriel Wong, cofundador da Cyberdyne Tech Exchange, ao Business Insider

Além disso, o hash rate traz uma visão mais ampla sobre a atividade da criptomoeda em questão. Essa taxa é um dos fatores usados para avaliar quantas transações são realizadas, quantos mineradores estão ativos e qual a lucratividade da mineração. Tudo isso impacta nas taxas de transação, cobradas toda vez que se movimenta uma criptomoeda, por exemplo.

Com informações: Binance, CoinDesk

O que é hash rate em criptomoedas?

Tecnoblog
Publicidade
Publicidade