0

O que a Apple deve anunciar no evento desta terça-feira

Além do novo iPhone, há expectativa da companhia atualizar modelos da Apple TV e do Apple Watch; outro anúncio deve ser a data de lançamento do serviço de jogos Apple Arcade

9 set 2019
05h10
  • separator
  • 0
  • comentários

A Apple realizará no próximo dia 10 um evento em sua sede para divulgar novidades da empresa. Tradicionalmente, é na segunda quinzena de setembro que a companhia anuncia os novos modelos do iPhone. Mas de acordo com a expectativa da mídia especializada, os smartphones da Apple não devem ser os únicos astros do dia.

De acordo com um artigo publicado no 9to5mac pelo desenvolvedor brasileiro Guilherme Rambo — que costuma descobrir as novidades da Apple analisando atualizações no sistema, as evoluções da marca incluem um rastreador de sono no Apple Watch, câmeras triplas no novo iPhone e a detalhes sobre o lançamento do serviço de jogos Apple Arcade, anunciado no mês de março.

O evento será realizado na sede da Apple, em Cupertino, na Califórnia (EUA), e está previsto para começar às 14h, no horário de Brasília —com cobertura pela equipe do Link, direto de São Paulo.

O convite enviado à imprensa americana no último dia 29 traz a logo da Apple nas cinco cores utilizadas na primeira linha dos computadores iMac, em 1999 - que completa 20 anos em 2019. O texto também tem uma frase misteriosa: 'By innovation only', ou 'apenas pela inovação' em tradução literal.

Confira abaixo o que deve ter de mais importante em cada dispositivo e produto:

Novos iPhones terão câmera tripla

A Apple deve lançar uma série de três modelos novos para substituir o iPhone XS, o iPhone XS Max e o iPhone XR. A principal novidade da série é um trio de câmeras traseiras, sendo que uma delas tem lente grande angular de 12 megapixels, fabricada pela Sony. Com a grande angular, o usuário pode registrar um quadro mais amplo sem precisar se afastar da cena.

O iPhone de 2019 deve ser 12% mais rápido que seus antecessores em tarefas executadas individualmente, mas o desempenho multinúcleo, deve ser praticamente o mesmo dos modelos atuais. De acordo com o analista Ming-Chi Kuo, o novo smartphone da Apple ganhará 1 GB de memória RAM, chegando a 4GB.

Os celulares devem continuar com o conector de carga Lightning e haverá uma troca de material nas antenas para melhorar o sinal em ambientes internos. A previsão é de que os novos iPhones cheguem às lojas dos Estados Unidos até o final deste mês. No Brasil, o lançamento costuma ser na primeira quinzena de novembro, mas nada foi confirmado pela empresa.

Apple Watch pode ter monitoramento de sono

De acordo com Guilherme Rambo, a Apple deve anunciar na próxima semana um recurso de rastreamento de sono para o relógio inteligente da empresa. Segundo o especialista, o mecanismo funcionaria por meio de sensores e deve analisar a qualidade do sono do usuário medindo frequência cardíaca, reflexos corporais e barulhos durante a noite. Os dados sobre a qualidade do sono do usuário serão disponibilizados no aplicativo Health e em um novo aplicativo chamado Sleep.

O novo sistema habilitará a função automaticamente "Não perturbe" assim que o usuário for para a cama. O despertador deve ser reproduzido apenas no Apple Watch e não tocará ao mesmo tempo no iPhone, que ficará conectado de prontidão caso o sistema do relógio falhe. O recurso de sono é desligado automaticamente quando o usuário levanta, mesmo se o alarme ainda não tiver disparado -seja com toque ou só no recurso de vibrar.

Ainda não está claro se o novo recurso exige o lançamento de um novo relógio, mas a previsão dos especialistas é de que o monitoramento de sono precise apenas de uma atualização nos sistemas atuais. Também há expectativas de mudanças no design do relógio inteligente, que deve ter versões em titânio.

Apple TV+ deve ter preço e data de lançamento revelados

De acordo com Guilherme Rambo, não há até o momento "nenhum relatório que sugira que um novo decodificador da Apple TV esteja a caminho".

Apesar disso, a empresa anunciou em junho que a Apple TV vai aceitar comandos feitos pelos controles do Xbox One e do PlayStation 4. A novidade fará parte da próxima atualização do sistema operacional, o tvOS.

Outra novidade é que o sistema tvOS terá suporte para plano família, em que vários perfis diferentes acessam a mesma conta -com recomendações específicas para cada usuário.

Devem também surgir detalhes sobre o serviço de streaming de vídeo Apple TV+, que promete rivalizar com a Netflix no mercado global. Segundo o jornal Financial Times, a Apple deve investir US$ 6 bilhões em séries e filmes originais para o serviço.

Já a agência de notícias Bloomberg apontou, há cerca de um mês, que a assinatura do Apple TV+ deve ficar por US$ 9,99 mensais nos EUA. Ainda não há preço ou data de lançamento previstos para o Brasil. Além da Netflix, o serviço vai ter outro rival de peso: o Disney+, da empresa do Mickey.

Apple Arcade também pode entrar na pauta

A Apple anunciou em março que lançaria no segundo semestre uma plataforma de jogos exclusivos para seus dispositivos, o Apple Arcade. Empresas concorrentes já têm serviços semelhantes, como o Xbox Game Pass da Microsoft, cuja assinatura custa R$ 30 mensais.

Os jogos do Apple Arcade serão sincronizados em todos os dispositivos —ou seja, se você começou uma partida no celular, pode continuar ela de onde parou pela Apple TV. Com a assinatura do serviço, será possível ter acesso a todos os jogos sem pagar nada mais por eles.

O catálogo inicial deve contar com cem jogos de empresas como Cartoon Network, Konami, Lego e Sega, mas a Apple não descarta desenvolver produções próprias e disponibilizá-las gratuitamente, sem a venda dos jogos na Apple Store. O estúdio brasileiro Aquiris, que fez o game de corrida Horizon Chase, também trabalha em um jogo para o serviço.

O criador da série de games SimCity, Will Wright, está desenvolvendo um jogo para o Apple Arcade. Quem também apareceu no vídeo de lançamento do produto, em março, foi Hironobu Sakaguchi, um dos criadores da franquia Final Fantasy.

Ainda não há informações de qual deve ser o preço do serviço e se o Brasil está na lista de 150 países em que o Arcade estará disponível. Segundo a Apple, hoje há 300 mil jogos disponíveis para download na App Store. Desde 2009, mais de 1 bilhão de downloads de jogos já foram feitos na plataforma.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade