PUBLICIDADE

O investidor que processa Elon Musk por defesa de criptomoeda que desabou

Um investidor da moeda dogecoin processa Elon Musk por US$ 258 bilhões, acusando-o de executar um esquema de pirâmide para apoiar criptomoeda.

21 jun 2022 10h52
| atualizado em 23/6/2022 às 21h10
ver comentários
Publicidade
Elon Musk
Elon Musk
Foto: Getty Images / BBC News Brasil

Um investidor de dogecoin, uma criptomoeda originalmente criada como uma brincadeira, mas cujo valor subiu e desabou ao ser promovida por Elon Musk, entrou com uma ação de US$ 258 bilhões contra o bilionário e suas empresas Tesla e SpaceX.

Keith Johnson, que afirma ter perdido dinheiro depois de investir em dogecoin, se descreve como "cidadão dos EUA que foi fraudado" pelo que chamou de "esquema de pirâmide de criptomoeda dogecoin".

Ele acusa Musk, a empresa de carros elétricos Tesla Inc. e a empresa de turismo espacial SpaceX de "crime organizado ilegal" para inflacionar o preço da dogecoin, e depois fazer ele desabar. Musk é CEO da Tesla e da SpaceX.

Dogecoin
Dogecoin
Foto: Getty Images / BBC News Brasil

O investidor pede que sua moção, apresentada em um tribunal de Nova York, seja classificada como uma ação coletiva em nome daqueles que sofreram perdas por investir em dogecoin desde 2019.

Desde que Musk começou a promover a moeda virtual, os investidores perderam cerca de US$ 86 bilhões, estima Johnson. Ele gostaria que Musk reembolsasse os investidores dessa quantia, além de pagar o dobro em danos: mais US$ 172 bilhões.

"Os réus estavam cientes desde 2019 de que o dogecoin não valia nada e, ainda assim, promoveram o dogecoin com fins lucrativos", diz o processo. "Musk usou seu pedestal como o homem mais rico do mundo para operar e manipular o esquema de pirâmide dogecoin para obter lucro, exposição e diversão."

Johnson nomeou a Tesla, fabricante de carros elétricos de Musk, no processo, pois a empresa aceita dogecoin como pagamento por certos produtos derivados. A SpaceX também foi incluída por nomear um de seus satélites como dogecoin. O autor comparou a dogecoin a um esquema de pirâmide, pois a moeda virtual não tem valor intrínseco e não é um produto. Além disso, não é lastreado por um ativo tangível e o número de "moedas" é ilimitado.

Fundada em 2013, os criadores da dogecoin dizem que ela pretendia ser uma resposta irônica a dois grandes fenômenos da internet: criptomoedas como bitcoin e o popular meme de um cachorro japonês Shiba Inu.

Cotización de la dogecoin
Cotización de la dogecoin
Foto: Getty Images / BBC News Brasil

O preço da dogecoin era negociado em frações de centavo durante a maior parte de sua existência. No entanto, o valor subiu no início de 2021, chegando a US$ 0,73 em maio daquele ano, acionado pelo fórum do Reddit, em uma ação semelhante ao que aconteceu com a rede de lojas de videogames GameStop, e após tuítes bem-humorados de Musk sobre o assunto.

Esses tipos de ações são chamados de meme stocks ou "ações meme". São ações que ganham popularidade entre investidores por meio das mídias sociais. Muitas vezes, são ações de empresa que ganharam impulso graças a usuários de fóruns como o Reddit.

Por exemplo, neste fórum, o grupo chamado WallStreetBets coordenou uma série de manobras para aumentar as ações da GameStop nas bolsas de valores.

Pouco depois, um usuário do Reddit se autodenominando "Satoshi" criou o fórum SatoshiStreetBets, com o objetivo original de fazer um "efeito GameStop" com o mercado de criptomoedas. Um dos primeiros posts no fórum dizia: "Vamos transformar a DOGECOIN em algo. É isso. Esse é o post."

A dogecoin é conhecida como memecoin ou criptomoedas meme, que são moedas digitais cujo valor tem mais a ver com a popularidade das redes sociais do que com sua qualidade como produto de software. Dogecoin é uma das moedas de meme mais conhecidas, mas existem muitas outras.

A popularidade das dogecoins levou muitos usuários a começar a comprá-las e o valor da moeda começou a subir, a certa altura se tornando a nona criptomoeda mais valiosa do mundo. No entanto, na semana passada valia menos de seis centavos.

Na opinião de Johnson, Musk contribuiu para aumentar "o preço, a capitalização de mercado e o volume de negociação da dogecoin" por meio de sua promoção.

Como exemplo, ele apresentou tuítes de Musk, o homem mais rico do mundo que tem mais de 98 milhões de seguidores no Twitter, incluindo um em que este prometia que a Spacex "colocaria um dogecoin literal na lua literal".

Ações judiciais de investidores que se sentem enganados pelas promessas da moeda virtual estão em alta nos EUA.

A denúncia de Johnson inclui comentários de Warren Buffett, Bill Gates e outros que questionam o valor da criptomoeda.

Nem Tesla, nem SpaceX, nem o advogado de Musk até agora responderam aos pedidos de comentários. Ele não escreveu nada em sua conta no Twitter sobre o tema.

'Este texto foi originalmente publicado https://www.bbc.com/portuguese/geral-61870954'

BBC News Brasil BBC News Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC News Brasil.
Publicidade
Publicidade