PUBLICIDADE

Nos EUA, adolescentes adotam novos apps de fotos, que levantam questões de segurança

Livein e Locket estão chamando a atenção para o compartilhamento de fotos sem alarde

28 mai 2022 05h10
ver comentários
Publicidade

Conforme o Snapchat e o Instagram recebem críticas por questões de segurança e de saúde mental, alguns jovens estão optando por outros apps para manter contato. Os "widgets" de fotos de serviços como Livein e Locket estão chamando a atenção para o compartilhamento de fotos sem alarde - basta tirar uma foto e ela aparece em uma pequena janela na tela inicial do seu amigo.

O LiveIn ocupou o primeiro lugar entre os aplicativos gratuitos de rede social baixados na loja de aplicativos da Apple recentemente. O grande sucesso inicial nesta categoria, o Locket Widget - que começou como uma maneira de casais manterem contato e posteriormente viralizou no TikTok - estava em oitavo lugar.

O LiveIn combina a sensação de baixo risco de um aplicativo de mensagens apenas para amigos, como o Snapchat, com um feed global semelhante ao da guia "Explorar" do Instagram, enquanto o Locket limita o número de amigos de cada usuário a dez pessoas e não tem um feed público. Porém, analisamos esses aplicativos e encontramos problemas de privacidade, assim como alguns riscos de segurança para os pais ficarem atentos.

LiveIn e Locket são seguros?

Tanto o LiveIn como o Locket foram criados para compartilhar "momentos" ou fotos com amigos específicos ou pequenos grupos. Mas o LiveIn também vem com opções para digitar, tem um feed global e uma função de comentário, o que dá aquele toque de rede social. Se os adolescentes compartilharem fotos no feed global, qualquer pessoa poderá vê-las e enviar solicitações de amizade. Compartilhar apenas com amigos ou seguidores é mais seguro, mas atualmente não há opção para os pais configurarem essa restrição de compartilhamento. Os adolescentes também podem ver o feed global do LiveIn sempre que quiserem.

Vi algumas publicações sugestivas sexualmente quando fui rolando o feed, mas nada explícito. Também vi alguns posts que pareciam ser de pessoas com menos de 12 anos. Um porta-voz da LiveIn disse que o aplicativo "se esforça muito" para moderar o feed.

"Temos diretrizes em vigor para todas as faixas etárias conviverem bem e os usuários podem denunciar fotos que acreditem violar essas normas. Acima de tudo, temos uma equipe de moderação que trabalha 24 horas, sete dias por semana para verificar todas as fotos que são enviadas ao (feed) público para minimizar qualquer risco de conteúdo impróprio", disse um porta-voz por e-mail.

Os usuários do LiveIn podem pesquisar por nomes de usuário e enviar solicitações de amizade para pessoas que não conhecem. Converse com seu filho adolescente a respeito do que fazer se ele receber solicitações de estranhos.

O cofundador do aplicativo de privacidade Lockdown, Johnny Lin, disse que observou dados do LiveIn sendo enviados para terceiros, entre eles Facebook e Google. O Locket compartilha dados com terceiros, inclusive com o Google e o Snap, de acordo com a análise de Lin. Nem o LiveIn ou o Locket declaram em suas políticas de privacidade que compartilham dados com outras empresas, o que pode ser uma violação de leis de privacidade.

Depois que o Washington Post apresentou as descobertas de Lin ao LiveIn, ele repetiu a afirmação de que o widget não compartilha dados.

Ambos os aplicativos pedem para acessar seus contatos e câmera, embora no caso do LiveIn, eu tenha conseguido convidar amigos sem sincronizar meus contatos. O compartilhamento de contatos tem um histórico de problemas de privacidade e muitos aplicativos não são claros quanto ao que fazem com sua agenda de contatos.

Eles são indicados para qual faixa etária?

O LiveIn e o Locket são anunciados para maiores de 12 anos na loja de aplicativos da Apple. Mas isso não significa que eles sejam apropriados para pessoas nessa faixa etária, disse Chris McKenna, fundador da organização de segurança digital Protect Young Eyes. Ele aconselha esperar até os adolescentes chegarem ao ensino médio - o período anterior a ele já é complicado o suficiente sem dar aos jovens acesso a um fluxo constante de imagens da vida de outras pessoas, afirmou.

McKenna recomenda que, antes de permitir aos adolescentes baixar qualquer novo aplicativo, os pais o usem por sete dias inteiros para ter uma ideia de quaisquer preocupações com segurança.

"Leia a política de privacidade. Use o aplicativo por sete dias consecutivos como eles usariam e, depois, pergunte a si mesmo: 'Meu filho ou filha tem maturidade suficiente (para usá-lo)?' Porque os pais e responsáveis são as melhores pessoas para saber se seu filho (está pronto)", disse.

Os pais devem se preocupar?

Como qualquer app em que os adolescentes compartilham fotos, o LiveIn e o Locket apresentam riscos.

Talvez a maior preocupação seja a possibilidade de cyberbullying, disse Titania Jordan, diretora de marketing do aplicativo de controle parental Bark. Como as fotos aparecem automaticamente no widget da tela inicial, os jovens podem se surpreender com imagens que não desejam ver ou ficar com vergonha das imagens que aparecem enquanto alguém os bisbilhota.

O Locket só permite que o usuário tenha dez amigos de cada vez. Qualquer um que viveu a época do Myspace se lembra dos sentimentos de mágoa que surgem quando os aplicativos nos pressionam para classificar nossos amigos.

No geral, os pais devem dedicar o mesmo tanto de atenção aos widgets e aos aplicativos de redes sociais, observou Titania.

Como configurar os widgets?

Se, apesar das questões de privacidade, você ainda quiser baixar o LiveIn ou o Locket em um iPhone, mantenha o dedo pressionado em algum lugar da tela inicial até que seus aplicativos e pastas comecem a tremer. Em seguida, toque no sinal de mais no canto superior esquerdo. Pesquise ou deslize a página para encontrar o logotipo e o nome do aplicativo e, então, selecione "adicionar widget".

Em um telefone Android, toque e mantenha pressionado um espaço vazio na tela inicial e, depois, selecione "widgets". Vá passando as opções até encontrar o logotipo e o nome do aplicativo, então mantenha pressionado o widget e arraste-o para um local vazio. / TRADUÇÃO DE ROMINA CÁCIA

Estadão
Publicidade
Publicidade