0

Netflix anuncia desaceleração de usuários nos próximos meses

Plataforma de streaming disse que crescimento menor que o esperado por analistas não tem relação com a entrada da Apple e da Disney no mercado

16 abr 2019
19h55
  • separator
  • comentários

A Netflix divulgou nesta terça-feira, 16, os resultados financeiros do primeiro trimestre do ano. Apesar de superar as expectativas do mercado para o período, a empresa disse que espera uma desaceleração no crescimento de usuários para o próximo trimestre, o que desanimou investidores.

A empresa prevê que terá 5 milhões de novos assinantes no próximo trimestre - período entre abril e junho -, abaixo dos 5,48 milhões esperados pelos analistas da indústria consultados pela FactSet.

"O que está deixando os investidores nervosos é que há sinais de desaceleração no crescimento de assinantes nos egundo trimestre", disse Haris Anwar, analista da Investing.com. "Isso ficou mais evidente com a ameça de competição da Disney e da Apple". O serviço de streaming da Disney tem estreia marcada para 12 de novembro, enquanto o da Apple deve iniciar operações no segundo semestre.

A companhia, porém, refutou a projeção de que a entrada de novos rivais pode afetar a base de usuários. "Não prevemos que esses novos concorrentes afetarão nosso crescimento por que a transição para entretenimento por demanda é muito grande, e também por conta da natureza diferente de nosso conteúdo.

A Netflix projetou um déficit de US$ 3,5 bilhão em 2019 - o projetado era de US$ 3 bilhões.

Bons resultados. No período entre janeiro e março, a Netflix superou as expectativas do mercado. A empresa ganhou globalmente 7,86 milhões de novos assinantes, contra 7,14 esperados. Só nos EUA, foi 1,74 milhão de novos assinantes ante a 1,57 milhão estimados por analistas.

No primeiro trimestre, o lucro foi de US$ 344,1 milhões contra US$ 290,1 milhões no mesmo período do ano passado. A receita também cresceu: de US$ 3,7 bilhões para US$ 4,52 bilhões. O mercado esperava receita de US$ 4,5 bilhões.

A empresa também anunciou que o seu diretor de marketing, Kelly Bennett, se aposentará no final do ano. O diretor de conteúdo, Ted Sarandos, acumulará as duas funções.

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade