0

Sistema eletrônico vai agilizar os exames de patentes no País

19 mar 2013
09h42
atualizado às 09h51
  • separator
  • 0
  • comentários

O sistema online para depósito de patentes, o e-Patentes, será lançado nesta terça-feira pelo Insituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi). O sistema eletrônico vai tornar mais rápido e simples todo o processo de patentes pelo instituto. O presidente do Inpi, Jorge Ávila, ressaltou que o depósito online traz vantagens em relação ao depósito em papel.

Jorge Ávila, presidente do Inpi, cita aceleração do processo como vantagem
Jorge Ávila, presidente do Inpi, cita aceleração do processo como vantagem
Foto: Valter Campanato / Agência Brasil

"Quando você faz o preenchimento dos formulários eletrônicos, o formulário critica o que está sendo preenchido e os erros que a máquina consegue identificar são evitados já na hora do preenchimento. Além disso, como o formulário é transmitido por via eletrônica, não tem manuseio, não tem que digitalizar. Então, não tem extravio, não tem perda de informação na digitalização. Produz uma entrada de dados para o Inpi muito mais simples, ágil, limpa e livre de erros. Isso agiliza o exame", descreveu Ávila. Ao final, segundo ele, o sistema emite um comprovante com um código QR que permite acompanhar o andamento do pedido.

A meta do Inpi é chegar ao fim de 2014 com uma capacidade de processamento de 50 mil patentes por ano, englobando o arquivamento administrativo, o indeferimento técnico e a concessão. "Se a gente atingir essa marca, vai estar podendo entregar ao usuário que depositar pedidos de patente em 2014 o resultado do pedido dele em um tempo tão curto, como o oferecido em qualquer escritório eficiente do mundo. Isso significa quatro anos a partir do depósito ou entre 12 meses e 18 meses a partir do pedido de exame, o que é uma marca bastante boa", enfatizou o presidente do instituto.

O Inpi vai oferecer também, para os clientes que tiverem o órgão como primeiro escritório de depósito, o serviço de uma avaliação preliminar da patenteabilidade. "O exame preliminar dá informação para ele até 12 meses a partir do depósito, de maneira que tenha possibilidade de aperfeiçoar o seu pedido e de fazer negócio com aquele pedido de patente, mesmo antes de essa patente ser decidida", continua Ávila. O serviço de avaliação preliminar já está disponível.

No ano passado, as decisões sobre patentes envolveram 32.574 processos, devido a um estoque elevado de pedidos de patentes de anos anteriores para ser arquivado. Para 2013, o volume de processamentos é estimado em 22 mil. O sistema online de depósito de patentes será lançado durante congresso do Inpi que começa hoje e se estenderá até quinta-feira, no Rio de Janeiro.

Agência Brasil Agência Brasil
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade