0

Microsoft se pronuncia sobre demissão de apresentadora que sofreu ataques

Isadora Basile, apresentadora do XboxBR, sofreu ataques machistas na internet; Microsoft diz que "mudou estratégia de conteúdo"

16 out 2020
22h59
atualizado em 19/10/2020 às 15h11
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A Microsoft demitiu nesta sexta-feira (16) a apresentadora Isadora Basile, responsável pelo canal XboxBR no YouTube. Em comunicado, Basile afirma que, devido aos ataques sofridos na internet, a empresa decidiu desligá-la do cargo para não expô-la a ameaças. O anúncio gerou reações contrárias à empresa nas redes sociais. Procurada pelo Tecnoblog, a Microsoft afirmou que a decisão foi fruto de uma "mudança de estratégia".

Apresentadora do XboxBR é demitida após ameaças (Imagem: Reprodução/Isadora Basile)
Apresentadora do XboxBR é demitida após ameaças (Imagem: Reprodução/Isadora Basile)
Foto: Tecnoblog

A notícia da demissão foi divulgada pela própria apresentadora no Twitter. "No início de setembro, quando anunciei meu novo trabalho, sofri ataques de todos os tipos, desde pessoas falando que eu não jogava jogo x ou y e por isso não era 'digna' do meu cargo, até ameaças de estupro, morte e julgamentos por expor situações mais tensas", conta Basile.

"Devido a todos esses ataques, a Microsoft encontrou como melhor opção me desligar do cargo de apresentadora para que eu não esteja mais exposta a situações como essas que se passaram. Respeito a decisão da marca", comenta a apresentadora no tweet.

A mensagem, que teve mais de 13 mil retweets até a noite desta sexta-feira (16), gerou reações contra a Microsoft. "Uma pena a solução que a empresa tomou, gostaria que tivessem te apoiado diretamente nas horas mais difíceis", disse a apresentadora Kika Martini. "De qualquer forma, uma empresa que demite uma pessoa que tá sendo alvo de comportamento tóxico não é uma boa empresa", comentou o ator Raony Phillips.

Microsoft diz que fez "mudança de estratégia"

Procurada pelo Tecnoblog, a Microsoft informou que mudou sua "estratégia de conteúdo original", diminuindo o número de canais e concentrando as informações oficiais no portal de notícias Xbox Wire.

"Recentemente, fizemos algumas mudanças em nossa estratégia de conteúdo original de Xbox no Brasil, resultando em menos canais e em conteúdo de maior impacto. Agradecemos a Isadora Basile e a talentosa equipe da agência por sua criatividade e contribuição. O portal Xbox Wire passa a ser nossa única fonte de notícias. O canal XboxBR continuará experimentando novas maneiras de entreter os gamers brasileiros", diz o comunicado da empresa.

O Tecnoblog questionou a Microsoft sobre o contrato com a GMD, agência responsável pela criação e produção de conteúdo audiovisual de Xbox no Brasil. A empresa informou que não vai se pronunciar sobre o assunto.

Internautas relembram caso Xbox Mil Grau

Não é a primeira vez que a divisão brasileira de Xbox é acusada de alimentar a comunidade tóxica. Em junho deste ano, um caso similar envolveu o grupo de influenciadores Xbox Mil Grau, que publicou mensagens classificadas como racistas nas redes sociais. Usuários denunciaram as mensagens no Twitter, marcando os responsáveis pela divisão de jogos da Microsoft no Brasil e no mundo.

Na ocasião, a marca Xbox se manifestou informando que não tinha qualquer ligação com o grupo Mil Grau. "O conteúdo da conta Mil Grau não reflete nossos valores fundamentais de respeito, diversidade e inclusão. Nós já exigimos a remoção imediata da nossa marca dos seus canais, por meio das empresas de redes sociais", disse a empresa na época. O canal acabou suspenso de plataformas como Twitch e YouTube.

Na mesma época, até mesmo jornalistas internacionais especializados em games se manifestaram a respeito, como Jason Schreier, da Bloomberg, que também voltou a comentar sobre o caso de Isadora. Schreier lembrou que o problema envolvendo a ex-apresentadora ocorreu meses após o caso do Xbox Mil Grau.

Colaborou: Felipe Vinha.

Microsoft se pronuncia sobre demissão de apresentadora que sofreu ataques

Veja também:

Veja como funciona a Bixby, assistente de voz da Samsung
Tecnoblog
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade