0

Mais de 180 apps maliciosos são removidos pelo Google; veja seu celular

As propagandas, com o tempo, começam a tomar a tela do celular do usuário...

8 jul 2019
15h32
  • separator
  • 0
  • comentários

O Google removeu 111 aplicativos da Play Store. Os apps utilizavam de adwares para gerar renda aos desenvolvedores e, juntos, contabilizam mais de nove milhões de instalações — e muitos aparelhos brasileiros podem estar neste número. Além disso, a empresa de segurança Trend Micro notou que mais de 70 aplicativos na mesma categoria residem em lojas de download terceiras, como a 9Apps e a PP Assistant.

A Trend Micro afirma que todos esses aplicativos fazem parte de uma campanha maliciosa de adware. O adware é um tipo de programa que exibe propagandas sem a autorização do usuário. Muitas vezes, de maneira criminosa, apps exibem propagandas sob outras imagens de tela, escondendo do usuário que ele estaria gerando renda ao desenvolvedor do golpe.

Como nota a empresa de segurança, os adwares estavam em aplicativos voltados para jogos e modos de câmera; todos gratuitos para o download. Entre os apps, alguns deles escondidam ícones de aplicações, outros travavam a tela com propaganda fullscreen sem opção para os usuários e ainda conseguiam evadir a detecção sandbox.

As propagandas, com o tempo, começam a tomar a tela do celular do usuário. Segundo a descoberto, os apps maliciosos exibem anúncios logo após o desbloqueio de tela e até "desaparecem" com o próprio ícone, dificultando a desinstalação. Obviamente, internet e bateria continuam sendo consumidos.

A Play Store não oferece mais esses aplicativos para download. Uma lista completa não foi divulgada, mas você pode checar alguns deles na imagem abaixo:

Play Store (apps maliciosos)
Play Store (apps maliciosos)
Foto: TecMundo

TecMundo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade