PUBLICIDADE

MacBooks de até R$ 84 mil com Intel vão ficar sem algumas novidades da Apple

Modo retrato no FaceTime, Live Text e outras novidades do macOS Monterey não estarão disponíveis em Macs sem chip Apple M1

10 jun 2021 12h14
ver comentários
Publicidade

O macOS Monterey conta com modo retrato no FaceTime, reconhecimento de texto em imagens e outras novidades. Mas a Apple não levará todos os recursos da nova versão do sistema a Macs com processador Intel, que custam até cerca de R$ 680 mil no Brasil. Para utilizá-los, será preciso ter um computador com o chip Apple M1, assim como os novos MacBook Pro de 13 polegadas, Air, Mac Mini e o iMac de 24 polegadas.

MacBook Pro de 16 polegadas
MacBook Pro de 16 polegadas
Foto: Tecnoblog / Tecnoblog

As informações estão disponíveis no site da Apple destinado às novidades do sucessor do macOS Big Sur. Em alguns recursos, há uma nota de rodapé que indica a incompatibilidade: "Disponível em computadores Mac com o chip M1".

É o caso do modo retrato do FaceTime, função que deixa o fundo desfocado em chamadas de vídeo pela plataforma. Assim como os iPhones e iPads com iOS 15 e iPadOS 15, respectivamente, os Macs com macOS Monterey também contarão com suporte ao recurso. Menos se o computador tiver processador Intel.

O Live Text é outro recurso que ficou de fora. A ferramenta reconhece textos, números de telefones e afins em imagens, assim como nos sistemas móveis da companhia. Mas só estará disponível a quem possui Macs com processador Apple M1.

As restrições também aparecem no Apple Mapas. Não será possível ver o globo terrestre em 3D se o dispositivo não tiver o processador com arquitetura ARM. O mesmo é dito aos mapas detalhados de Nova York, São Francisco e outras cidades.

Novo iMac de 24 polegadas com Apple M1
Novo iMac de 24 polegadas com Apple M1
Foto: Divulgação/Apple / Tecnoblog

As demais limitações ficam pela saída de texto para voz neural (Text-to-speech) em mais idiomas e o ditado processado no dispositivo. O ditado em tempo ilimitado ou contínuo também não estará disponível aos computadores sem o M1.

A Apple não especificou os motivos para as limitações. Mas, segundo Rene Ritchie, as restrições podem se dar pela ausência da unidade de processamento neural (NPU) nos processadores da Intel. O componente, vale lembrar, é encontrado no Apple M1.

Mesmo com o Apple M1 em cena desde o fim do ano passado, a Apple ainda vende computadores com processador Intel. É o caso do MacBook Pro de 16 polegadas, que custa entre R$ 30.299 a R$ 84.049 no Brasil. Já o iMac de 27 polegadas pode ser encontrado de R$ 24.249 até R$ 109.499. O Mac Pro sai de R$ 79.499 a R$ 677.599.

MacBook Pro com macOS Monterey
MacBook Pro com macOS Monterey
Foto: Divulgação/Apple / Tecnoblog

Apple anuncia macOS Monterey na WWDC 2021

O macOS Monterey é o nome da nova versão do sistema operacional da Apple para computadores. O software foi apresentado nesta segunda-feira (7), durante a WWDC 2021, e traz uma ferramenta chamada Controle Universal. Com o recurso, o usuário consegue fazer ações no iPad diretamente pelo Mac sem depender de fio algum.

A atualização ainda conta com AirPlay para Mac e leva o aplicativo Atalhos (Shortcuts) do iOS para o macOS. O Safari recebeu um novo visual e outras novidades. A Apple ainda introduziu melhorias nas notificações do sistema, o iCloud+ e mais.

O macOS Monterey chegará a todos até o fim do ano. O sistema estará disponível a Macs e MacBooks com processadores da Intel e o novo chip Apple M1.

Com informações: Ars Technica e MacRumors

MacBooks de até R$ 84 mil com Intel vão ficar sem algumas novidades da Apple

Tecnoblog
Publicidade
Publicidade