PUBLICIDADE

MacBook Pro e AirPods: veja o que esperar do evento da Apple nesta segunda

Anunciado na semana passada, o 'Unleashed', como foi chamado, vai trazer mais novidades da empresa para 2021

18 out 2021 19h59
ver comentários
Publicidade

O maior evento da Apple no ano já aconteceu em setembro deste ano, quando os novos iPhones foram apresentados em Cupertino, mas não foi o final da temporada de lançamento da empresa californiana. A sede da maçã volta a receber os olhares nesta segunda-feira, 18, em um evento marcado para às 14h, que deve apresentar os novos computadores da marca.

Com o tema 'Unleashed' (Solto, em tradução literal), a Apple aposta em mais um evento onde o público poderá ver novos notebooks, computadores e a terceira geração dos fones de ouvido sem fio da empresa, além da introdução do seu novo processador M1X. Depois do lançamento do iPhone, a chegada dos novos produtos deve marcar o fim das apresentações para 2021.

O evento da Apple começará às 10h na Califórnia (14h no horário de Brasília), e costuma ter duração entre uma e duas horas. Poderá ser assistido pelo canal da Apple no YouTube, ao vivo no site da empresa e na Apple TV por meio do aplicativo Apple TV. Veja o que a Apple pode lançar no evento desta segunda-feira:

MacBook Pro

Segundo rumores, é possível esperar pelo menos dois tamanhos de MacBooks Pro neste ano: uma versão com 14 polegadas e uma com 16 polegadas. O design do aparelho também deve seguir a tendência do iPhone e trazer laterais mais achatadas nos dois modelos. Nas laterais, a porta HDMI e slots de cartão SD podem retornar, assim como o MagSafe, tecnologia de conexão magnética da Apple para carregamento e assessórios — o recurso foi adicionado ao iPhone 12, no ano passado

A tela retina de mini-led é esperada com taxa de atualização de 120 Hz, de acordo com um relatório do analista da Display Supply Chain Consultants Ross Young. Podendo ter até 36 GB de RAM, a expectativa vai ficar por conta do novo processador M1X — como pode ser chamada a segunda geração do chip Apple Silicon —, evolução do M1.

O novo chip pode impulsionar o desempenho, já que armazena dez núcleos de CPU e 16 ou 32 núcleos de processadores gráficos em comparação com os oito núcleos de CPU e sete ou oito de processadores gráficos do M1, o primeiro processador projetado pela empresa, segundo a agência de notícias Bloomberg.

Além disso, o processador deve integrar também o novo Mac mini, computador da empresa que é vendido sem monitor ou teclado. A adição do chip deve tornar o aparelho ainda menor em comparação aos modelos anteriores. O aparelho é cotado com um novo design — na mesma linha das laterais achatadas e cromadas dos últimos produtos da Apple — e mais portas de entrada, incluindo quatro Thunderbolt 3, duas portas USB-A, ethernet e HDMI.

AirPods 3

Outro lançamento que deve ocorrer nesta segunda-feira é o da terceira geração de fones de ouvido sem fio da Apple. Ainda sem nome definido — mas já chamado de AirPods 3 —, é esperado que o dispositivo tenha um design no "meio-termo" entre as duas primeiras versões dos fones.

Com a ponta mais arredondada e uma haste ainda menor, os novos AirPods não devem apresentar o conector emborrachado, presentes no AirPods Pro, de acordo com o especialista em Apple Ming-Chi Kuo.

No funcionamento, o cancelamento de ruído deve ser aprimorado e acompanhado de um modo de transparência, que ajusta o som para que o usuário escute o áudio sem perder a percepção do som ambiente.

Apesar de ser uma nova geração, os especialistas esperam poucas mudanças na essência do aparelho, apostando que a Apple pode, inclusive, manter seus outros fones sem fio à venda na loja oficial, como opções mais "baratas" para os dispositivos. Atualmente, a Apple tem em sua loja os modelos AirPods (R$ 2,35 mil com estojo de recarga sem fio; R$ 1,9 mil com estojo de recarga) e AirPods Pro (R$ 3 mil).

MacOS Monterey

Anunciado em junho deste ano, o próximo sistema dos computadores Mac também poderá ganhar data de lançamento nesta segunda. Chamado de macOS Monterey, o sistema operacional traz diversas novas funções como o Controle Universal, em que você usa o mouse no Mac e o cursor pode ser utilizado no iPad, caso o tablet esteja posicionado próximo ao computador.

Similar a uma segunda tela, mas sem conexão de fios, será possível inclusive transferir arquivos. No exemplo apresentado pela Apple, um arquivo passa do iMac para o MacBook e um iPad, com um único mouse conectando os três dispositivos.

Além disso, o navegador do sistema, Safari, recebeu um redesenho mais "limpo", tirando as abas do topo da tela e colocando-as na lateral — movimento controverso, já que transforma a experiência do usuário do Safari em algo muito diferente dos concorrentes Google Chrome ou Mozilla Firefox.

O Safari também recebeu o redesenho no iOS e iPadOS, com a barra de digitação no pé da tela do dispositivo móvel, e não mais no topo, facilitando a movimentação dos dedos em telas que ficam cada vez maiores.

Ainda, será possível reorganizar as abas por temas criados pelo usuário, com integração entre todos os dispositivos da Apple.

*É estagiária sob supervisão do editor Bruno Romani

Estadão
Publicidade
Publicidade