0

LinkedIn anuncia novo campus em Dublin

10 jan 2020
11h50
  • separator
  • 0
  • comentários

O LinkedIn, de propriedade da Microsoft, se tornou a mais recente empresa de tecnologia a estabelecer um novo campus em Dublin nesta sexta-feira, quando assinou um contrato de arrendamento de 25 anos para adicionar três blocos de escritórios adjacentes à sua nova sede na Europa.

Mountain View, Califórnia EUA 06/02/2013 REUTERS/Robert Galbraith
Mountain View, Califórnia EUA 06/02/2013 REUTERS/Robert Galbraith
Foto: Reuters

A rede social de negócios disse em junho passado que aumentaria sua força de trabalho na Irlanda para 2 mil pessoas ao longo deste ano e, se mudar para uma nova sede de 14 mil metros quadrados até o final de 2020.

A medida fornece à empresa de tecnologia dos EUA capacidade suficiente para aumentar seu quadro de funcionários em mais de 4 mil funcionários, informou o Irish Times. A Microsoft emprega 2 mil pessoas separadamente em Dublin.

A Irlanda é o centro europeu de várias grandes empresas de tecnologia. O Facebook assinou o maior arrendamento de escritórios de todos os tempos em Dublin em 2018, com planos para um novo campus de 57 mil metros quadrados, enquanto o Google comprou uma instalação de 37 mil metros quadrados no início de 2018, para adicionar aos seus outros escritórios na cidade.

As expansões de algumas das maiores empresas do mundo ocorrem conforme novas leis sobre como e onde grandes empresas de internet pagam seus impostos são consideradas, o que pode afetar a relação das multinacionais com a Irlanda, onde pagam um baixo imposto de 12,5%.

A entidade responsável por atrair investimentos estrangeiros na Irlanda informou que os empregos em multinacionais aumentaram 6% em 2019 em relação ao ano anterior, quase o triplo da taxa da economia de rápido crescimento da Irlanda. As empresas estrangeiras agora empregam quase 250 mil pessoas ou pouco mais de 10% dos trabalhadores irlandeses.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade