PUBLICIDADE

Leilão 5G: Entenda como a tecnologia mudará sua vida

A tecnologia deve levar entre 2 e 4 anos para ser efetivamente colocada em prática no país.

4 nov 2021 15h03
ver comentários
Publicidade
Será necessário aparelho celular compatível com o serviço, o que afetará o bolso
Será necessário aparelho celular compatível com o serviço, o que afetará o bolso
Foto: Mika Baumeister / Unsplash

Acontece a partir desta quinta (4) o leilão da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) da tecnologia 5G, a nova geração de internet móvel. Mas você sabe o que o upgrade de 4G para 5G pode trazer para sua vida?

O primeiro ponto de mudança diz respeito à velocidade. O 5G apresenta desempenho 100 vezes mais veloz do que um 4G de alta performance.

A média de velocidade do 4G no país é de 17,1 Mbps (megabits por segundo). Quando em altíssima performance a rapidez pode chegar próxima de 100Mbps. Só que o 5G opera de 1 a 10 Gbps (Gigabits por segundo), uma centena de vezes mais célere.

Na prática, significa que se você leva meia hora para baixar um conteúdo pesado na Internet, com o 5G o processo consumiria uns 20 segundos.

Já na vida prática significa que os serviços tipo Uber eram praticamente impossíveis ou inoperantes no 3G, dado que a resposta da tecnologia não concatena com propriedade fatores como velocidade e localização do veículo em tempo real. No 4G a situação melhorou significativamente, permitindo desempenho aceitável do serviço.

Com o 5G a situação evolui ao ponto de permitir não só o serviço como a operação por carros autônomos, dado que a resposta de altíssima velocidade torna-o seguro até mesmo para evitar acidentes.

Só que a tecnologia deve levar entre 2 e 4 anos para ser efetivamente colocada em prática no país.

O leilão prevê início da operação para o meio de 2022, mas isso significa instalação das estações de rádio base (demandará muito mais antenas e estações do que atualmente).

Também será necessário aparelho celular compatível com o serviço, o que afetará o bolso - os modelos que atendem 5G hoje custam na faixa de R$ 6 mil (Galaxy S21 ou iPhone 13), mas as empresas já começaram a trabalhar modelos mais, digamos, populares, como o Samsung A32 5G e o Motorola g50 5G, que custam por volta de R$ 2 mil.

Vale lembrar que ao permitir a conexão de muito mais aparelhos à sua rede celular, propiciando inclusive uma casa inteligente e conectada, da geladeira à iluminação, e mesmo a facilidade em serviços de alta responsabilidade, como cirurgias remotas, a decisão caberá ao seu uso e necessidade do 5G.

Homework Homework
Publicidade
Publicidade