0

Lei da Califórnia proíbe Musk de batizar filho com nome de robô

Estado proíbe números e símbolos no registro de humanos; Grimes tenta explica significado e causa mais confusão

7 mai 2020
16h53
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Na Califórnia, X Æ A-12 Musk terá que ter nome de gente como a gente 
Na Califórnia, X Æ A-12 Musk terá que ter nome de gente como a gente
Foto: Elon Musk/Twitter / Estadão

Elon Musk, presidente executivo da Tesla, não poderá registrar seu novo filho com o nome bizarro revelado na terça, 5. Segundo a lei da Califórnia, estado onde o menino provavelmente nasceu na segunda, 4, nomes devem conter apenas as letras do alfabeto americano, o que exclui números e símbolos. De acordo com Musk e a cantora Grimes, mãe da criança, o recém nascido se chama X Æ A-12 Musk.

O nome, claro, chamou atenção e virou piada na internet após o anúncio. Ainda sem explicar como o nome é pronunciado, Grimes deu as caras no Twitter para tentar contar o significado. X representaria a variável desconhecida, Æ seria uma referência a amor e inteligência artificial e A-12 seria uma lembrança a uma aeronave militar.

A escolha pelo nome não é nada que surpreenda quem acompanha o universo do bilionário. Além de Musk afirmar que sonha em morar em Marte, Grimes é conhecida por fazer um tipo de pop espacial - a salada de referências no nome da criança poderia facilmente batizar algum disco da artista. Agora, porém, o menino terá que ganhar um outro nome nos documentos. Ou ser registrado em algum lugar com regras mais frouxas.

Já Musk também não surpreende pelo comportamento bizarro nas redes sociais. Na sexta, 1, ele derrubou as ações da empresa em 10% após tuitar que os papéis estavam supervalorizados.

Veja também:

Veja como funciona a Bixby, assistente de voz da Samsung
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade