5 eventos ao vivo

Rede social LinkedIn cria páginas de universidades

Empresa que é voltada para conexões profissionais trabalha para atrair o público jovem

20 ago 2013
08h52
atualizado às 09h18
  • separator
  • 0
  • comentários

A rede social LinkedIn anunciou que irá abrir o acesso para usuários com mais de 13 anos de idade numa investida para atrair um público mais jovem.

<p>As páginas de universidades irão permitir que escolas, alunos e ex-alunos se conectem ao site</p>
As páginas de universidades irão permitir que escolas, alunos e ex-alunos se conectem ao site
Foto: Reprodução

A empresa, voltada para conexões profissionais e que obtém a maior parte de sua receita com a venda de acesso aos currículos para recrutadores corporativos, disse que as mudanças entrarão em vigor no dia 12 de setembro.

O LinkedIn também introduziu um novo recurso batizado de University Pages (páginas de universidades, em tradução literal) para permitir que escolas, alunos e ex-alunos se conectem ao site.

Mais de 200 universidades adotaram suas páginas, incluindo a Universidade de Nova York e a Universidade de Michigan, afirmou o LinkedIn, em um post publicado no seu blog na segunda-feira.

O LinkedIn disse que a idade mínima para os usuários vai variar de país para país. Atualmente, a idade mínima para entrar em redes sociais é de 14 nos Estados Unidos, 16 na Holanda e 18 na China, acrescentou a empresa.

Os menores de idade contarão com diferentes configurações padrão para limitar as informações públicas e comunicações indesejadas, disse o LinkedIn.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade