3 eventos ao vivo

Microsoft ajuda a prender homem com fotos de abuso infantil

7 ago 2014
18h14
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Gigante americana que desenvolve o Windows tem sede na cidade de Redmond
Gigante americana que desenvolve o Windows tem sede na cidade de Redmond
Foto: Getty Images

Um jovem de 20 anos da Pensilvânia, nos Estados Unidos, foi acusado por receber e compartilhar imagens de abuso sexual de crianças depois que a Microsoft o denunciou para a polícia. Segundo o jornal The Guardian, a Microsoft descobriu uma imagem ilegal de uma menina dentro da conta de armazenamento em nuvem do homem.

Ele também foi pego tentado enviar duas imagens ilegais de menores por uma conta de e-mail da Microsoft. A unidade de crimes digitais da empresa avisou o Centro Nacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas nos EUA, que é responsável por avisar as autoridades sobre suspeitas de abuso de crianças.

Atualmente, o homem está preso e deverá ter uma audiência preliminar no dia 14 de agosto para responder a cinco acusações relacionadas à posse e distribuição de imagens de abuso de menores.

A Microsoft informou que usa tecnologias automáticas para detectar comportamentos que possam prejudicar os internautas. O software usado pela empresa é o PhotoDNA, que escaneia a imagem e cria uma assinatura única para cada foto, usando dados dos pixels. Essas assinaturas podem então ser rastreadas e comparadas, permitindo que a empresa detectem fotos marcadas. Outras companhias como Google, Twitter e Facebook usam o mesmo recurso.

Quais dados o Facebook coleta de você? Conheça o que você concordou em fornecer Quais dados o Facebook coleta de você? Conheça o que você concordou em fornecer

Veja também:

Veja como funciona a Bixby, assistente de voz da Samsung
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade