0

Marco Civil da Internet: Facebook teme mudanças na lei, diz deputado

Segundo líder do PR, Marco Civil da Internet 'inviabilizaria' operação da empresa no Brasil

24 out 2013
08h09
atualizado às 08h23
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Segundo reportagem do jornal Folha de São Paulo, o deputado federal Anthony Garotinho (PR-RJ) afirmou ter ouvido na quarta-feira do gerente de Relações Governamentais do Facebook Brasil, Bruno Magrani, que um dos principais pontos defendidos pelo governo de Dilma Rousseff no projeto de Marco Civil da Internet é fruto de pressão das empresas de telefonia. Ontem, Garotinho esteve com Magrani, que é especialista em direito e internet, e com Katie Harbath, líder global de treinamento de autoridades do Facebook e ex-chefe da estratégia digital do Partido Republicano no Senado.

Ainda de acordo com Garotinho, Magrani afirmou durante a conversa que, se implantada, a exigência de armazenamento dos dados no país "inviabilizaria" a operação do Facebook no Brasil. Procurado por email e informado do relato feito por Garotinho, Magrani acionou a assessoria de imprensa do Facebook no Brasil. Em nota, a empresa não se pronunciou sobre o suposto lobby das telefônicas e disse apenas que "acompanha as discussões no Congresso Nacional e entende que o Marco Civil é um projeto de lei importante para criar a base legal para o crescimento da Internet no Brasil".

As informações são do jornal Folha de São Paulo.

Veja também:

Veja como funciona a Bixby, assistente de voz da Samsung
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade