4 eventos ao vivo

Instagram critica Apple por mudança de privacidade no iOS 14

CEO do Instagram diz que recurso do iOS 14 será "problemático" para pequenas empresas; Apple adia exigência para 2021

11 set 2020
17h13
atualizado às 18h40
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A Apple adiou uma mudança de privacidade no iOS 14 que vem sendo criticada pelo Facebook: os usuários poderão impedir que apps rastreiem suas atividades no iPhone e iPad. Mesmo assim, o Instagram resolveu deixar claro que não gostou da novidade prevista para 2021: o CEO Adam Mosseri diz que isso será "problemático" especialmente para pequenas empresas que atuam como anunciantes.

instagram modo noturno
instagram modo noturno
Foto: Tecnoblog

O iOS 14, iPadOS 14 e tvOS 14 vão dar a opção de bloquear rastreamento ao abrir um aplicativo. Ou seja, não será possível obter acesso ao IDFA (identificador para anunciantes) do usuário: trata-se de um código que permite direcionar anúncios.

Há alguns anos, o iOS já vinha oferecendo a opção Limitar publicidade rastreada no caminho Ajustes > Privacidade > Publicidade; isso se aplica para todos os apps, mas fica escondido no sistema. Enquanto isso, o iOS 14 expande esse recurso e o deixa bem explícito para os usuários, o que pode incentivá-los a desligar o rastreamento.

Instagram quer meio-termo no iOS 14

"Se o ecossistema mudar de uma forma que os anunciantes não possam medir seu retorno sobre o investimento, isso será, sim, um tanto problemático para o nosso negócio", disse Mosseri à CNBC. Ele crê que isso também afetará outras grandes plataformas de anúncios, como o Google.

No entanto, o CEO acredita que a mudança "será muito, muito mais problemática para todas as pequenas empresas; existem milhões que confiam em nós para direcionar anúncios aos clientes e alcançá-los".

Mosseri quer um meio-termo entre privacidade e personalização: "acreditamos que existe uma maneira de ser realmente responsável e dar às pessoas controle e transparência sobre seus dados, mas sem cortar nosso entendimento e nos fazer operar às cegas".

O Facebook estima que o bloqueio de rastreamento pode reduzir em mais de 50% a receita com anúncios da Audience Network, isto é, em apps e sites de terceiros. Basicamente, as pessoas clicam menos em propagandas que não são personalizadas de acordo com os gostos do usuário.

Após pressão da rede social, a Apple resolveu "dar tempo aos desenvolvedores para fazer as mudanças necessárias": os apps só precisarão obter permissão de rastreamento no início de 2021. O iOS 14 será lançado antes disso, provavelmente em outubro.

Veja também:

Veja como funciona a Bixby, assistente de voz da Samsung
Tecnoblog
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade