1 evento ao vivo

Startup de entregas Rappi lança carteira virtual para usuários

Serviço RappiPay já permite transferência de valores entre usuários Rappi; alguns restaurantes de São Paulo vão receber pagamento por app até o fim do mês

4 set 2018
13h17
atualizado às 18h23
  • separator
  • comentários

O aplicativo de entregas Rappi anunciou nesta terça-feira, 4, sua carteira virtual, o RappiPay. O serviço permitirá transferência de valores de até R$ 2,5 mil entre usuários do aplicativo -- usado para facilitar que amigos dividam a conta de uma pizza pedida pelo app, por exemplo. Até o fim do ano a startup diz que expandirá o serviço para empresas parceiras, permitindo que usuários paguem suas contas em restaurantes e lojas físicas usando a mesma solução, pelo celular.

Para começar a usar o RappiPay, o usuário precisa atualizar seu aplicativo e cadastrar um cartão de crédito. No app será possível selecionar quantos créditos você deseja transferir do cartão para a carteira virtual, em valores que podem variar de R$1 a R$ 2,5 mil. O valor disponível pode ser usado tanto no pagamento de pedidos via Rappi quanto para transferir para amigos.

A transferência de valores é possível apenas para quem tem o aplicativo. Quem ainda não é usuário, precisa baixar o app antes de começar a usar. Para quem já tem, uma opção com saldo aparecerá na tela principal do app. Para transferir, basta selecionar entre a lista de contatos do celular qual amigo deseja enviar ou pedir dinheiro, que só poderá ser usado em pedidos feitos pela plataforma.

Bruno Nardon, presidente da Rappi no Brasil, disse que a carteira virtual era um desejo dos próprios brasileiros. "Estamos sempre pesquisando o que nossos clientes querem e agilidade no pagamento era uma das principais demandas", disse. A solução já está disponível na Colômbia e no México.

Em breve, o Rappi também permitirá que o usuário saque dinheiro transferido pelo app, mas a novidade ainda não tem data de lançamento.

Empresas. Já as lojas físicas parceiras da Rappi terão uma solução parecida até o fim de setembro. O aplicativo terá a opção de ler um QR Code impresso na conta e pagar automaticamente com o saldo disponível do RappiPay.

"Inicialmente esse serviço estará disponível apenas para os nossos parceiros, mas não descartamos abrir para o mercado no futuro", adianta Nardon ao confirmar que alguns restaurantes em São Paulo começam a aceitar o pagamento já em setembro.

Investimentos. Na semana passada, a Rappi entrou na lista de unicórnios latino-americanos, título dado às startups avaliadas em US$ 1 bilhão. Segundo o site americano Axios, a Rappi recebeu US$ 200 milhões, em aportes liderados pelo fundo DST Global, que também já apostou na brasileira Nubank. A empresa não confirmou os valores.

Segundo Nardon, o RappiPay não será a última novidade da empresa este ano. Soluções criadas para atender as empresas ainda devem ser anunciadas até dezembro.

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade