TODOS OS VÍDEOS

#BlackLivesMatter força posicionamento das Big Techs

A morte do afro-americano George Floyd, na semana passada, em Minneapolis, Minnesota, Estados Unidos (EUA), chocou o mundo. As cenas do policial branco Derek Chauvin ajoelhado sobre o pescoço de Floyd, enquanto este dizia “eu não consigo respirar”, provocaram uma série de manifestações pelos EUA e mundo afora. O movimento #BlackLivesMatter (#VidasNegrasImportam, em uma tradução livre para o português) não só lotou as ruas norte-americanas e de outros países, como também fez com que celebridades e empresas se posicionassem em repúdio ao racismo. E com as “Big Techs” não foi diferente.

atualizado às 16h06
Terra Bytes
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade