PUBLICIDADE

Startup Sensedia, de integração digital, recebe aporte de R$ 120 milhões

Empresa trabalha com gerenciamento de APIs dos clientes e presta consultoria de migração digital

11 mai 2021 07h10
ver comentários
Publicidade

A Sensedia, empresa de integração digital, anunciou o recebimento de um aporte de R$ 120 milhões, liderado pela Riverwood Capital, na última semana. Com atuação no mercado brasileiro e internacional, a empresa presta serviços de assinatura e de consultorias no setor de modernização digital.

O aporte será destinado a colocar a Sensedia em ainda mais países fora do Brasil. Com escritórios no Peru, Colômbia e Reino Unido, a empresa mira nos EUA e em outros lugares da Europa - ela também deverá investir em tecnologia em sua plataforma.

"Na Colômbia, a gente comprovou as hipóteses de que temos uma tecnologia competitiva fora do Brasil. Montamos uma base na Europa e tínhamos os mesmos tipos de clientes. A gente quer expandir nossa atuação, agora, para outros países europeus e, no segundo semestre, ir para o mercado americano, que é o maior para a nossa oferta", afirma Kleber Bacili, presidente e cofundador da Sensedia.

Para isso, a Sensedia vê como essencial aumentar também a sua equipe, que hoje conta com quase 450 funcionários. O objetivo, até o final de 2021, é chegar a cerca de 700 pessoas, em vagas no Brasil e no exterior.

Em conjunto com grandes empresas, a Sensedia oferece serviços de mediação para APIs. A companhia é uma intermediária para administrar e gerenciar esses padrões de programação para conectar clientes, permitir plataformas de open banking e viabilizar o comércio de terceiros em e-commerces — no caso de varejistas pequenas que vendem em grandes sites, por exemplo.

O trabalho vê um crescimento conforme a demanda do mercado para entrar nas ferramentas digitais. Nos últimos dois anos, a empresa registrou um aumento de 160% na procura de sua plataforma, além de já ter crescido cerca de 20% só em 2021.

Os serviços podem ser contratados em duas modalidades: assinatura ou consultoria. No primeiro, a empresa contratante paga por mês para garantir o gerenciamento de suas APIs pela Sensedia. A segunda opção é mais voltada para companhias que querem iniciar a integração dessas ferramentas de programação, mas ainda precisam de ajuda para começar.

"A assinatura é nosso principal modelo de negócio e a consultoria entra para algumas empresas que solicitam esse serviço específico ao redor desse ciclo de vida das APIs. A gente ajuda essas companhias a habilitar essas ferramentas, fazer com que as empresas sejam mais conectadas", explica Marcílio Oliveira, cofundador e chefe de receita da Sensedia.

Para 2021, a meta é crescer e continuar entendendo o mercado brasileiro ao passo em que coloca os pés em outros países — em preparação para entrar no mercado americano. Hoje, já existem aproximadamente 100 vagas abertas para aumentar o time, nas áreas de operação, administração, consultoria e engenharia de produtos. Os interessados podem se inscrever no site da empresa.

"Começamos um trabalho de expansão internacional em 2018 e, para isso, a gente foi usando capital próprio. Isso tem uma certa limitação, nosso contexto tecnológico evolui com muita velocidade. Então levantamos o adicional para poder acelerar mais", afirma Bacili.

*É estagiária sob supervisão do editor Bruno Romani

Estadão
Publicidade
Publicidade