0

SoftBank lidera aporte de US$ 100 mi em startup mexicana Konfío

Grupo japonês reforça o apetite por fintechs da América Latina

3 dez 2019
12h47
atualizado às 20h32
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O grupo japonês SoftBank fez mais um grande investimento na América Latina: ontem, o fundo anunciou que liderou um aporte de US$ 100 milhões na startup mexicana Konfío, especializada em serviços financeiros para pequenas e médias empresas. Fundada em 2016, a empresa tem como principal produto a oferta de empréstimos e já levantou mais de US$ 400 milhões em recursos, entre rodadas de investimentos e captações de crédito no mercado.

Com os recursos, a Konfío espera ampliar sua participação no mercado mexicano de crédito voltado para pequenas e médias empresas - segundo estudo da consultoria McKinsey, é um setor que tem potencial para atingir a marca de US$ 100 bilhões, mas hoje está apenas na casa de US$ 45 bilhões.

"Há um problema de oferta do setor financeiro tradicional que nós tentamos resolver", diz Gregorio Tomassi, diretor de estratégia corporativa e relações com investidores da Konfío, em entrevista ao Estado. A empresa também pretende expandir seu produto de hipotecas, lançado no início deste ano e oferecer outros tipos de créditos.

Assim como outras empresas investidas pelo SoftBank, a Konfío utiliza um sistema de inteligência artificial para turbinar seu sistema de análise de crédito. "Com dados alternativos e tecnologia, podemos criar algo novo", explica Tomassi. Por enquanto, a startup não mira expansão para outros mercados da América Latina. "A oportunidade já é bastante grande no México para o momento", afirma.

"A Konfío usa tecnologia de ponta para permitir que pequenos negócios atendam melhor seus clientes e atinjam seu potencial", diz Shu Nyatta, um dos responsáveis pelo fundo para América Latina do SotfBank. Participaram também da rodada os fundos QED, Kaszek e Vostok Emerging Finance.

Histórico

O aporte na Konfío é o segundo grande investimento realizado pelo SoftBank no México - o primeiro foi na plataforma de venda de carros usados Kavak. Aqui no Brasil, o grupo japonês já realizou dez grandes investimentos, com destaque para a área de serviços financeiros (fintechs). Em julho, a empresa liderou um aporte de US$ 231 milhões na brasileira Creditas, fundada pelo espanhol Sergio Furio, e também assumiu o controle de 14,94% do Banco Inter.

Na visão de Tomassi, o portfólio do SoftBank foi uma das razões que fez a Konfío escolher o grupo japonês como investidores. "O time deles tem uma experiência e qualidade que nos auxiliará para decisões-chave que teremos de tomar em breve", afirma.

Veja também:

Como a Tesla fez de Musk a 2ª pessoa mais rica do mundo
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade