8 eventos ao vivo

Rappi vai permitir que seus funcionários trabalhem de qualquer lugar

A empresa vai manter escritórios para ocasiões como reuniões semanais, com datas pré-agendadas

8 out 2020
09h10
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Funcionários da startup colombiana de delivery Rappi poderão trabalhar de qualquer lugar permanentemente, mesmo quando a pandemia passar. A decisão, anunciada com exclusividade ao Estadão, prevê um modelo que mescla trabalho remoto com o escritório físico — os prédios continuarão disponíveis para atividades como reuniões semanais, com datas pré-agendadas.

A Rappi afirma que a medida foi tomada a partir de uma pesquisa realizada internamente pela empresa. O questionário, que colheu a opinião de 530 funcionários, mostrou que 63% das pessoas consideram que o trabalho melhorou no home office. Além disso, 92% dos funcionários disseram que desejam mesclar o trabalho remoto e o escritório — muitos deles mencionaram a interação social como ponto importante para manter algum espaço físico, mesmo que esporádico.

A startup tem hoje 4 mil funcionários na América Latina, sendo 960 deles no Brasil — o novo modelo será adotado em todas as áreas da empresa. Os funcionários da Rappi estão trabalhando de home office desde o início da pandemia, em março, e os escritórios ainda não estão abertos.

"Essa situação complexa de pandemia provocou uma mudança de hábito nas pessoas e no trabalho. A própria Rappi faz parte dessas soluções para tornar a vida mais fácil, por isso faz todo o sentido fazermos o mesmo com nossos funcionários", afirma Martin Martorell, diretor de pessoas da Rappi no Brasil.

A frequência do uso do escritório será alinhada entre as diferentes equipes, considerando as necessidades de cada uma. Os prédios físicos da Rappi estão sendo redesenhados para terem salas de reuniões de diferentes tamanhos, em vez de apenas mesas e cadeiras. A empresa também pretende marcar um happy hour presencial por mês entre os funcionários. Todas as atividades presenciais, entretanto, voltarão apenas quando a situação da pandemia se normalizar.

A Rappi afirma que vai oferecer a seus funcionários um kit com equipamentos para home office, como cadeira e acessórios ergométricos — os trabalhadores vão decidir por meio de um formulário quais itens desejam receber. A empresa também diz que vai oferecer uma ajuda de custos para despesas como internet e uso de energia.

Veja também:

Apple Event: 3 detalhes que merecem destaque
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade