3 eventos ao vivo

Loft compra startup de aluguel de apartamento Uotel

Com a aquisição, a Loft espera crescer no mercado de imóveis também com aluguéis; negócio foi fechado em maio e não teve valor divulgado

10 jul 2020
16h20
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A Loft anunciou nesta sexta-feira, 10, a aquisição da Uotel, startup de aluguel de apartamentos. Com o negócio, a Loft entre em mais uma frente de negócios: o mercado de aluguéis de imóveis no Brasil. Hoje, a empresa tem um serviço de reformas e vendas de apartamentos. O acordo foi fechado em maio e não teve seu valor informado.

Criada em 2016, a Uotel é uma plataforma de hospedagem especializada em pequenos apartamentos, de 20 a 35 metros quadrados. A startup reforma e padroniza os imóveis e oferece pequenas estadias, em regime parecido com o do Airbnb. Atualmente, há 230 imóveis disponíveis para locação em São Paulo por meio da plataforma.

"Esse é o primeiro passo para transformar nossa visão de liberdade de habitação em realidade, ou seja, a ideia de que a Loft facilita a realização dos desejos de mudança do nosso cliente durante sua vida — do curtíssimo ao longo prazo, desde que ele sai de casa pela primeira vez, passando por transferência de trabalho, casamento, filhos, e renovação de ciclos", explica Mate Pencz, presidente e fundador da Loft, em nota enviada à imprensa.

Para o futuro, a Loft deseja adicionar mais imóveis no catálogo e chegar até 400 pontos disponíveis para locação até o fim de 2020. "Esses apartamentos passam por um processo de transformação e são apropriados para o modelo de aluguel de curto prazo — ou seja, estão prontos para você se mudar", diz Pencz.

Nos planos para aumentar o portfólio, a Loft já visa unir suas diferentes áreas para trabalhar em conjunto. A Decorati, por exemplo, startup especializada em reformas comprada pela Loft no ano passado, deve ficar responsável por parte das obras dos 400 imóveis que devem ser incorporados ao portfólio da Uotel para locação.

"Queremos estar presentes na jornada dos clientes em todo o espectro de consumo do mercado imobiliário, seja para comprar ou vender um imóvel, alugar ou alugar por temporada", finaliza Lucas Souza, diretor de aluguéis da Loft.

Veja também:

Startup cria algoritmo que detecta covid-19 com raio-x
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade